Com início previsto para 30 de setembro, Paulistão Feminino conhece novos grupos da primeira fase - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Com início previsto para 30 de setembro, Paulistão Feminino conhece novos grupos da primeira fase

Compartilhe


A Federação Paulista de Futebol (FPF) divulgou, nesta sexta-feira (28), os detalhes do Paulistão Feminino 2020, após reunião da entidade com as 12 equipes participantes. Foram conhecidos os dois grupos da primeira fase do torneio, que está previsto para ser iniciado em 30 de setembro, com término em 20 de dezembro.

Quatro equipes que deveriam participar da competição no formato original, com começo em 12 de abril, acabaram desistindo: Caldeirão (Piracicaba), Internacional (Franca), Portuguesa e União Mogi. Como o campeonato ainda não havia sido iniciado, nenhum time sofreu punição. A antiga tabela, consequentemente, foi anulada.

No novo modelo, o atual campeão estadual e da Libertadores, Corinthians, está no grupo 2, ao lado de Juventus, Nacional, Santos, São José e Taubaté. Já a atual campeã nacional, Ferroviária, encabeça o grupo 1, estando ao lado do Palmeiras, Realidade Jovem, Red Bull Bragantino, Taboão da Serra e São Paulo (atual vice-campeão).


Os times de um grupo jogam entre si em turno único. Ao final das cinco rodadas, os quatro melhores avançam às quartas de final, onde, a partir daí, serão disputados mata-matas em formato de ida e volta até a final. Uma novidade para a atual temporada é que a Copa Paulista será disputada com os quatro clubes eliminados nas quartas de final.

Propondo realizar a competição segura em meio à pandemia do coronavírus, a FPF se compromissou a custear testes para todos as equipes antes do início dos treinamentos e antes do começo da competição, bem como a cada semana durante a realização do campeonato. A federação também bancará o custo do transporte dos clubes mandantes que não puderem atuar em suas sedes caso as cidades não estejam na fase amarela ou verde do Plano São Paulo.

Foto: Caio Rocha/Framephoto/Estadão Conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário