Centro de Desenvolvimento de Voleibol será a “bolha” do vôlei de praia na disputa do Open - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Centro de Desenvolvimento de Voleibol será a “bolha” do vôlei de praia na disputa do Open

Compartilhe

A casa do voleibol brasileiro sediará pela primeira vez em sua história uma etapa do Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia. Inaugurado em 2003, o Centro de Desenvolvimento de Voleibol, localizado em Saquarema (RJ), usualmente é palco dos treinamentos das seleções de praia e quadra, tanto da base, quanto do adulto. Desta vez, ele será fundamental na retomada com segurança e prevenção da competição nacional, que ocorre de 17 a 20 de setembro.

A estrutura do CDV, com seis quadras de vôlei de praia, acomodações com ar condicionado, TV a cabo e internet, restaurante e 108 mil metros quadrados de área total permitiu que o Circuito Brasileiro Open retornasse no formato de "bolha". Os atletas terão rígido protocolo para entrada e só deixarão o centro após o fim da participação no torneio.

Se para muitos atletas será a primeira oportunidade de conhecer o CDV, outros voltarão para uma "segunda casa", uma vez que passaram por lá em convocações e treinamentos. É a situação da capixaba Elize Maia, que participou do projeto renovação em 2005 e morou durante pouco mais de um ano dentro do centro. Ela celebrou a possibilidade de disputar uma etapa em Saquarema e espera adquirir novas memórias positivas no local.

"Existem dois momentos marcantes na minha carreira que passam por Saquarema. O meu início, quando fiz parte do projeto renovação e morei lá. E depois, já profissionalmente, quando fui convocada pela seleção brasileira de vôlei de praia em 2013/2014. Eu tenho um carinho muito especial por Saquarema, foi a minha casa por mais de um ano, a estrutura é incrível e ideal para o desenvolvimento do atleta. Acho que vai ser como 'jogar em casa'. Quando fiquei sabendo que a etapa seria no CDV, deu uma nostalgia gostosa e a alegria de ver a minha trajetória até aqui. Eu espero alcançar um bom resultado e manter o bom sentimento que tenho desse lugar especial", disse Elize Maia.

O torneio será separado em naipes, sem público, evitando aglomerações em Saquarema. A competição feminina ocorre de 17 a 20 de setembro, enquanto o torneio masculino acontece na semana seguinte, entre os dias 24 a 27. O superintendente de vôlei de praia da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Virgílio Pires, celebrou a possibilidade de organizar uma competição contando com a completa estrutura do CDV, permitindo também que muitos atletas conheçam o local.

"Acabamos atendendo a um anseio da comunidade do voleibol, que era realizar uma grande competição em Saquarema, no CDV. A expectativa é grande e positiva, será o retorno das nossas competições, dentro da nossa casa, com o principal torneio de vôlei de praia. Evidentemente, por conta da situação da pandemia, não teremos público. Mas será um desafio, vamos produzir um grande evento e levar ao público muitos vídeos e bastidores através de redes sociais e da transmissão dos jogos", disse Virgílio.

"Vamos ter a possibilidade de levar vários atletas e profissionais que trabalham em algum segmento do vôlei para dentro da nossa casa. Temos nossa sede no Rio de Janeiro, mas Saquarema é nosso Centro de Desenvolvimento, local de treinos e preparação. Muitos sempre tiveram sonho de conhecer o CDV. E com essa realização, vão não apenas conhecer, mas se hospedar e participar de uma grande competição. Sairão com uma imagem extremamente satisfatória da estrutura da nossa casa", continuou o superintendente da CBV.

Protocolo de prevenção
Todos os atletas farão um teste inicial para Covid-19 antes da competição. O resultado será enviado à CBV e, só diante disso, será confirmada sua inscrição. O atleta que testar positivo não irá competir. Um dia antes da competição, os atletas chegarão a Saquarema, responderão a um questionário, aferirão a temperatura, oximetria e farão novo teste de Covid-19.

Em caso de mais um resultado negativo, o atleta entra na disputa. A partir do momento em que entra no CDV, o atleta só sai após a eliminação ou no último dia para retorno. O protocolo será exatamente o mesmo com todos os envolvidos: comissões técnicas, arbitragem, fornecedores, colaboradores do CDV e em todo o staff da CBV.

A segunda etapa da temporada também será realizada em Saquarema, em outubro, entre os dias 15 a 18 (feminino) e 22 a 25 (masculino). As outras três etapas da temporada 20/21 ainda terão locais definidos, mas já possuem datas. A terceira parada será de 5 a 8 de novembro (feminino) e 12 a 15 de novembro (masculino). O quarto torneio será de 2 a 6 de dezembro, e o quinto de 16 a 20 de dezembro, com possibilidade de realização dos dois naipes.

Foto: CBV/Willmar Guimarães

Nenhum comentário:

Postar um comentário