Saltadora olímpica britânica Alicia Blagg é forçada a se aposentar aos 23 anos por lesão - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Saltadora olímpica britânica Alicia Blagg é forçada a se aposentar aos 23 anos por lesão

Compartilhe

Presente na delegação britânica nos Jogos de Londres 2012 e Rio 2016, a atleta dos saltos ornamentais Alicia Blagg anunciou em post no Instagram nesta segunda-feira (06) sua aposentadoria do esporte aos 23 anos. A saltadora atribuiu a decisão à dificuldade de se recuperar de uma séria lesão no ombro, sofrida em maio do ano passado, que a impossibilitou de seguir na briga por uma vaga em seus terceiros Jogos Olímpicos.

"Este ano eu tenho feito a reabilitação no meu ombro, trabalhando com algumas das melhores pessoas que já conheci em Miami", escreveu Blagg. "No entanto, devido à intensidade desse esporte, meu ombro simplesmente não aguentava mais".




This is one of the hardest things I’ve ever had to write but after a lot of thought and consideration I have decided to retire. Since 2013 I’ve battled with injury after injury - having countless injections in my wrist, then 2 surgery’s on it and then injuring my shoulder, which led to another surgery last year. This year I’ve kept pushing and doing rehab on my shoulder, working with some of the best people I’ve ever met in Miami, however due to how intense this sport is, my shoulder just could not handle it anymore. I’ve worked my ass off over the past 7 years trying to fight off these injuries but it’s time to listen to my body AND my mind and call it a day. I’ve been diving since I was 7, I’ve worked hard to get to the places I ended up, and if you would of told 7 year old Alicia that she would of competed in 2 Olympic Games, 3 Commonwealth Games (getting a gold in one of them with @rgallantree), medals at the European Champs, and many World Champs and World Series, I would never of believed you. I have had one hell of a career and I just cannot believe it is coming to an end. I am also honored that I got to finish my diving career off at the University of Miami, being able to get a degree and to dive at the same time has always been a dream of mine and the people I’ve met there too, they are my people for life. My coaches have worked tirelessly to make sure I was the best athlete I could possibly be, and for that I am thankful to every single one of you. (Edwin, Ady, Marc and Randy). @rgallantree you took me under your wing when I was only 12 years old, you are my inspiration and my role model. We have been through some of the toughest times and the most incredible times. Thank you to every single person who has supported me, been there for me through the tough times and the amazing times, it’s been one hell of a journey these past 17 years and I would not of changed anything (well minus all the injuries). It’s time for my next chapter... which is a masters program in Edinburgh, where I will be studying Forensic Psychology with Criminology! I’m excited and nervous to start a life without diving, but it’s time for new experiences! 🤍
Uma publicação compartilhada por Alicia Blagg (@aliciablagg) em

A atleta também destacou que sua saúde mental vinha abalada devido às lesões e que isso pesou em sua decisão de deixar as piscinas.

"Na minha opinião, eu simplesmente não podia continuar fazendo isso", afirmou Blagg. "Eu abertamente falo sobre consultar um psicólogo e sobre a medicação que eu tomava para ajudar com minha ansiedade e depressão, porque a saúde mental é muito importante. Lutar contra os demônios na minha cabeça é cansativo, então estou pronta para deixar meu corpo parecer normal física e mentalmente."

Alicia Blagg foi a inglesa mais jovem a ser campeã nacional dos saltos ornamentais, após vencer o trampolim de 1m e o trampolim de 3m sincronizado no Campeonato Inglês de 2010 aos 14 anos.  Dois anos depois, competiu, ao lado de Rebecca Gallantree, na prova do trampolim de 3m sincronizado nos Jogos de Londres 2012, terminando na sétima colocação. Na Rio 2016, a dupla melhorou seu desempenho e conquistou o sexto lugar na prova. 

Blagg tem no currículo o ouro nos Jogos da Commonwealth de 2014 e a prata nos de 2018 na prova sincronizada, tendo conquistado também duas pratas e um bronze em Campeonatos Europeus. Agora aposentada, a britânica indicou que pretende se mudar para Edimburgo, na Escócia, no final do ano e estudar para um mestrado em psicologia forense com criminologia.

Surte +: Surto Recapitula: Como está o ciclo olímpico dos Esportes Aquáticos

Foto: Danny Lawson/PA Archive/PA Images

Nenhum comentário:

Postar um comentário