Polônia e Rússia recebem convites para o Mundial de Handebol Masculino de 2021 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Polônia e Rússia recebem convites para o Mundial de Handebol Masculino de 2021

Compartilhe

A Federação Internacional de Handebol (IHF) anunciou na última semana que Polônia e Rússia foram selecionadas para receberem as duas vagas por convite para a disputa do Campeonato Mundial de Handebol Masculino de 2021, programado para ocorrer no Egito no próximo mês de janeiro.

"A IHF recebeu várias solicitações de convites das federações", relatou a entidade em comunicado. "Foram consideradas no processo de decisão o desenvolvimento geral do handebol no país em questão, os efeitos que esse convite teria no desenvolvimento global do handebol e no fortalecimento dos eventos emblemáticos da IHF, mas também as razões econômicas, especialmente nos tempos do COVID-19. Depois de analisar a situação, incluindo prós e contras das diferentes nações, o Conselho da IHF decidiu atribuir os convites às federações nacionais da Polônia e da Rússia".


As duas nações possuem tradição no esporte. A seleção polonesa foi vice-campeã mundial em 2007 - perdendo para a Alemanha na final - e bronze nos Jogos Olímpicos de 1976, em Montreal. Já os russos têm no currículo o ouro olímpico em Sidney 2000 e os títulos mundiais de 1993 e 1997.

Inicialmente, apenas um país poderia receber o convite. Porém, como nenhuma seleção da Oceania terminou entre os cinco melhores do Campeonato Asiático de 2020, a vaga do continente foi repassada. Com isso, o Asiático classificou apenas quatro times: Bahrein, Japão, Catar e Coreia do Sul.

O Sul-Americano de 2020 carimbou os passaportes de Argentina, Brasil e Uruguai. Já na África, Angola, Argélia, Cabo Verde, Marrocos, República Democrática do Congo e Tunísia. Esses países se juntaram ao Egito, que já estava garantido por ser o país-sede. 

Na Europa, que concentra as seleções mais fortes do mundo, além das convidadas Polônia e Rússia, a Dinamarca se qualificou por ser a atual campeã do torneio. O Campeonato Europeu de 2020 garantiu Croácia, Noruega e Espanha, enquanto a seletiva europeia atribuiu vagas a outras dez seleções: Alemanha, Áustria, Belarus, Eslovênia, França, Hungria, Islândia, Portugal, República Tcheca e Suécia. 

Restam ainda o torneio classificatório da América do Norte e a repescagem das Américas Central e do Sul, que garantirão as últimas duas seleções entre as 32 que disputarão o Mundial.


Foto: Attila Kisbendek/AFP

Nenhum comentário:

Postar um comentário