Panamá desiste de sediar os Jogos Centro-Americanos e do Caribe de 2022 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Panamá desiste de sediar os Jogos Centro-Americanos e do Caribe de 2022

Compartilhe

O Panamá abriu mão de sediar os Jogos Centro-Americanos e do Caribe de 2022. A informação, noticiada primeiramente pelo portal local La Estrella de Panamá nesta sexta-feira, indica que o governo panamenho tomou a decisão com o intuito de remanejar os investimentos destinados ao evento multi-esportivos a outras áreas da sociedade, principalmente as afetadas pela pandemia do coronavírus. 

"O Panamá prefere investir o dinheiro que estava projetando para este evento em questões de saúde e outros locais prioritários. Desta maneira, as informações foram divulgadas a Eduardo Cerda, diretor do Instituto Panamenho de Esportes (Pandesportes), para que ele seja responsável por comunicar essa notificação às entidades envolvidas na atividade esportiva", disse uma fonte anônima ao portal.

Com uma população de pouco mais de 4 milhões de habitantes, o Panamá possui 56.817 casos e 1.209 mortes de coronavírus confirmadas, de acordo com o portal worldometers. De acordo com La Estrella de Panamá, o orçamento atribuído aos Jogos de 2022 era de U$ 310 milhões (R$ 1,6 bi), dos quais 70% seriam investidos na construção de novas instalações e no treinamento de atletas.

O presidente da Organização de Esportes da América Central e do Caribe (Odecabe), Luís Mejía Oviedo, chegou a publicar um vídeo nas redes sociais na manhã desta sexta-feira, demonstrando surpresa e descontentamento com a notícia. Ele não havia sido comunicado pelas autoridades panamenhas e só tomou conhecimento da decisão através da imprensa.

"Para a Odecabe, a saúde vem em primeiro lugar, e sempre estivemos em contato com o Comitê Organizador para encontrar maneiras de resolver que permitissem os Jogos e que o Panamá pudesse garantir a saúde de sua população", afirmou Mejía. "Mas estou surpreso e desapontado por as autoridades não terem profissionalismo para coordenar informações tão importantes com a nossa organização".

Horas mais tarde, Cerda confirmou a desistência a Mejía, a quem considerou a atitude "irresponsável", já que há duas semanas o próprio dirigente havia escrito uma carta confirmando o interesse panamenho em sediar o evento. 


Após a confirmação, Mejía publicou uma nota afirmando que a Odecabe segue com planos de realizar os Jogos em 2022. O presidente convocou uma reunião de urgência para este sábado, para resolver o imbróglio e definir uma sede substituta para o evento. "Na crise, líderes se levantam", destacou ele.

A última edição do evento multi-esportivo aconteceu em Barranquilla, na Colômbia, em 2018. Na ocasião, o México liderou o quadro de medalhas, com 132 ouros, 118 pratas e 91 bronzes, totalizando 341. A sede de 2026 será Santo Domingo, na República Dominicana e é possível que esta competição seja adiantada para suprir a desistência da Cidade do Panamá.

Copa do Mundo de Futebol Feminino Sub-20 também deve ser uma vítima

Além dos Jogos Centro-Americanos e do Caribe, o Panamá também deve abrir mão de receber outro importante evento esportivo: a Copa do Mundo de Futebol Feminino Sub-20, programada  para 20 de janeiro a 6 de fevereiro de 2021. Anteriormente, Cerda admitiu que estava em conversas com a FIFA para alterar as datas da competição, que também terá a Costa Rica como sede.


"Se manterem essa data, lamentavelmente o Panamá não poderá participar. A verdade é que não estamos prontos para esta data", disse Cedra. "Para realizar o evento, é preciso primeiro condicionar os espaços e, atualmente, não temos os locais adequados para esse tipo de evento. É difícil que em pouco tempo possamos atender aos requisitos da FIFA".

Surte +: COI aprova e canção territorial das Ilhas Virgens Britânicas está autorizada a tocar nos eventos internacionais

Foto: La Estrella de Panamá

Nenhum comentário:

Postar um comentário