Organizadores asseguram todas as instalações da Olimpíada de Tóquio para 2021 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Organizadores asseguram todas as instalações da Olimpíada de Tóquio para 2021

Compartilhe


Depois de muita preocupação, o Comitê Organizador de Tóquio-2020 pode respirar aliviado. De acordo com a rede japonesa NHK, os organizadores conseguiram renovar os contratos com os 43 locais envolvidos nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos e asseguraram a utilização destes para o ano que vem.

Adiados para 2021 por conta da pandemia do coronavírus, os Jogos corriam o risco de não ter todas as suas instalações esportivas, comerciais e de hospedagem originais. Isto porque a maior parte dos acordos se encerraria no final de 2020 e os locais já possuíam outros compromissos firmados para o ano seguinte. Após progressivas conversas desde março, este problema foi resolvido. 

Na última atualização divulgada pelos organizadores, em meados de junho, cerca de 80% das negociações já haviam sido finalizadas. A Vila dos Atletas e a Tokyo Big Sight, o centro de imprensa, se apresentavam como dois dos maiores empecilhos, mas agora as partes envolvidas acabaram se entendendo. A NHK relatou que restam apenas pequenas questões a serem resolvidas nesses dois locais, como a utilização em eventos-testes.

Comitê Organizador de Tóquio-2020 e Comitê Olímpico Internacional (COI) se reunirão no próximo dia 17 para uma nova atualização sobre o andamento da reorganização de Tóquio-2020. É esperado que os organizadores definam o cronograma oficial da Olimpíada neste encontro e, segundo a imprensa japonesa, é provável que as sessões do ano que vem tenham as datas e horas praticamente idênticas às que estavam programadas para este ano, já que todas as arenas esportivas estão garantidas.

Originalmente, a Olimpíada deveria ocorrer entre 24 de julho a 9 de agosto de 2020, e foi transferida para o mesmo período do próximo ano, estando agora programada para 23 de julho a 8 de agosto de 2021.

Reembolso de ingressos
Ainda segundo a mídia local, os organizadores japoneses vão reembolsar todos os compradores que se sentirem prejudicados com o adiamento e não puderem ir aos Jogos no ano que vem. Foram vendidos cerca de 4,48 milhões de ingressos para a Olimpíada e 970 mil para a Paralimpíada. A princípio, os ingressos comprados para este ano serão válidos para o ano que vem.

Vale lembrar ainda que Japão e COI estão procurando alternativas de flexibilizar os Jogos para que aconteçam mesmo se a pandemia não estiver controlada até a data de início. A ideia dos organizadores é "simplificar e reduzir" o megaevento e, entre os diversos itens já listados, está a possibilidade de diminuir o público nos eventos, algo que afeta diretamente a disponibilidade de ingressos.

Surte + Japão considera relaxar restrições de viagens para facilitar entrada de atletas estrangeiros durante os Jogos Olímpicos 

Foto: AFP/Yomiuri Shimbun

Nenhum comentário:

Postar um comentário