Mesmo com planos atrapalhados pela pandemia, nadadora Lorraine Ferreira segue com a mente nos Jogos de Tóquio - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Mesmo com planos atrapalhados pela pandemia, nadadora Lorraine Ferreira segue com a mente nos Jogos de Tóquio

Compartilhe

A uma braçada para conseguir a tão sonhada vaga olímpica, a nadadora mineira Lorrane Ferreira viu seus sonhos serem adiados por causa do CONID-19. Atleta do Clube Pinheiros, de São Paulo, ela precisa disputar ainda a Seletiva Olímpica da natação brasileira para garantir sua vaga no Jogos de Tóquio. A competição marcada para abril deste ano foi adiada para 2021. Mas, em meio a tantas incertezas, por causa da pandemia mundial, a atleta consegue focar em seus treinos e conquistou um apoio a mais por meio do patrocínio da MRV. Ela é uma das 12 atletas do sexo feminino que foram escolhidas pela campanha #ElasTransformam e serão patrocinadas pelos próximos 24 meses.

As esportistas serão patrocinadas pela MRV, antes, durante e após os Jogos de Tóquio, tendo Maurren Maggi, o maior nome da história do atletismo feminino, como capitã. A campanha tem o objetivo de fomentar o esporte brasileiro e enaltecer a importância da presença feminina nesse espaço.

A escalação de Lorrane para o para o time do #ElasTransformam não foi por acaso. Com 27 anos, destes 14 dedicados à natação, Lorrane conquistou a medalha de prata nos jogos Pan-Americanos de Lima, no revezamento 4x100 metros livre misto, além do 4º lugar nos 50 metros livre feminino. Ainda tem entre seus títulos o de campeã brasileira do Troféu Brasil 2018 e vice-campeã em 2019 na prova de 50m nado livre.

“#ElasTransformam da MRV é um projeto muito legal, que vai além da ajuda financeira para as atletas, dá visibilidade e se faz essencial para o crescimento do esporte, principalmente o feminino. É uma grande oportunidade de mostrar nosso trabalho. O time forte é composto por mulheres que estão bem em suas modalidades, mas, que muitas, não são conhecidas do grande público”, fala Lorrane. 

Rotina: dança e yoga com a mãe 
A nadadora tem passado as semanas de distanciamento social em Belo Horizonte, sua cidade natal, na casa dos pais, e já se prepara para a voltar a rotina de treinos no Pinheiros, que está prevista entre final de julho e início de agosto.

“Estou ansiosa pela volta. Nunca passei tanto tempo longe das piscinas. O reencontro será inusitado e emocionante. Com toda certeza, não será como antes, pois vamos ter todo um protocolo a ser cumprido para garantir o bem-estar e a saúde de todos, mas não vejo a hora de estar dentro d'água”, conta a atleta que vem treinando como pode para manter o corpo e mente são. 

Segundo ela, o Clube Pinheiros tem orientado seus atletas em relação aos treinos e a alimentação equilibrada, mas sem restrições. Distante das piscinas, a nadadora prática atividade física com equipamentos emprestados da academia de uma amiga e se aventura em outras modalidades com uma ótima parceira. “Eu e minha mãe estamos nos movimentando juntas, uma ajuda e motiva a outra. Nesta parceria, estamos fazendo dança e yoga. Com isso, diminui a ansiedade, ajuda a passar o tempo e entretém, mesmo em um momento tão delicado para todos”, diz Lorrane. Além do corpo, a mineira tem cuidado da mente. Com acompanhamento de um psicólogo, ela incrementa sua preparação rumo à Tóquio, desenvolvendo e aprendendo mais sobre habilidades mentais. 

Com o lema “a sua determinação dita seu destino”, a nadadora diz que está muito perto do índice para realizar o sonho de participar das Olimpíadas. “São anos de trabalho focado neste objetivo, estou muito perto e confiante de conseguir”, finaliza.

Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário