Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Maratona Aquática - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Maratona Aquática

Compartilhe

Atualizado em 03 de maio de 2021

Status: Incompleto, com 40% das vagas preenchidas (20 de 50). O Qualificatório Mundial será disputado em junho de 2021;

Eventos/Vagas: 2 eventos (10km masculino e feminino) com 50 atletas (25 por naipe);

Sistema qualificatório

O Campeonato Mundial de Desportes Aquáticos de 2019, realizado em Gwangju, na Coreia do Sul, classificou os 10 primeiros colocados da provas dos 10km em ambos os naipes para os Jogos Olímpicos, com o limite de dois nadadores por país. 

Na sequência, o Qualificatório Mundial, marcado para ocorrer em Setúbal, Portugal, nos dias 19 e 20 de junho de 2021 classificará diretamente os nove primeiros colocados tanto no masculino e no feminino. Só podem disputar o Qualificatório países que ainda não tiveram nadadores classificados no naipe em questão, com limite de uma atleta participante por país.

Outras cinco vagas por gênero serão distribuídas ao melhor nadador de cada continente (África, América, Ásia, Europa e Oceania) no Qualificatório Mundial de 2021 cujo país ainda não tenha se classificado para a prova. O Japão, por ser o país-sede, tem uma vaga garantida por naipe.

Pré-Olímpico Mundial: 19-20 de junho em Setúbal, Portugal

Brasil

Ana Marcela Cunha já está classificada e é uma das favoritas ao ouro olímpico em Tóquio (Wander Roberto/COB)

Até o momento, o Brasil só classificou a multicampeã Ana Marcela Cunha para os Jogos, devido ao quinto lugar da baiana no Mundial de 2019. Com a regra de que só podem competir no Qualificatório Mundial atletas de países sem vagas na prova, o Brasil não enviará mais nenhuma nadadora para os 10km no feminino. Com isso, Viviane Jungblut, que terminou a duas posições da vaga via Mundial, não poderá nadar nas águas abertas. De todo modo, Viviane conquistou o índice para os 1500m livre em piscina e deverá estar em Tóquio.

No masculino, nenhum nadador brasileiro terminou no top 10 do Mundial de 2019. Com isso, o país poderá enviar atletas para o Qualificatório Mundial. Depois de vencerem a seletiva brasileira, Allan do Carmo (prata na prova por equipes do Mundial de 2015) e Guilherme Costa, especialista nas provas de fundo em piscina, foram convocados para representar o país na competição. Porém, Guilherme desistiu da participação para focar nos treinos de piscina e abriu espaço para Diogo Villarinho, que foi chamado em seu lugar.

Atletas classificados

Masculino: Florian Wellbrock (Alemanha), Marc-Antoine Olivier (França), Rob Muffels (Alemanha), Kristóf Rasovszky (Hungria), Jordan Wilimovsky (Estados Unidos), Gregorio Paltrinieri (Itália), Ferry Weertman (Países Baixos), Alberto Martínez (Espanha), Mario Sanzullo (Itália) e David Aubry (França); restam 15 vagas.

Feminino:  Xin Xin (China), Haley Anderson (Estados Unidos), Rachele Bruni (Itália), Lara Grangeon (França), Ana Marcela Cunha (Brasil), Ashley Twichell (Estados Unidos), Kareena Lee (Austrália), Finnia Wunram (Alemanha), Leonie Beck (Alemanha) e Sharon van Rouwendaal (Países Baixos); restam 15 vagas.

+ Volte para a Central do Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados

Nenhum comentário:

Postar um comentário