Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Vela - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Vela

Compartilhe

Status: Incompleto. Restam algumas regatas continentais de qualificação a serem realizadas.

Eventos/Vagas: 10 eventos (5 classes masculinas, 4 femininas e 1 mista) com 350 atletas (250 barcos)
- Masculino: RS:X, Laser, Finn, 470 e 49er;
- Feminino: RS:X, Laser Radial, 470 e 49erFX;
- Mista: Nacra 17.

Sistema Qualificatório

A corrida olímpica da vela começou no Mundial de 2018, que classificou 101 barcos (cerca de 40% das vagas). Seis vagas estavam disponíveis para as classes Laser e Laser Radial via Jogos Asiáticos de 2018 e Jogos Pan-Americanos de 2019, enquanto mais 61 foram distribuídas aos velejadores no Campeonato Mundial de 2019. 

Na sequência, as regatas de qualificação continentais decidirão o restante das vagas, com algumas já tendo sido realizadas e outras programadas para os próximos meses. Duas vagas cada nas classes Laser e Laser Radial serão concedidas pela Tripartite, enquanto o Japão, por ser o país-sede, garantiu barcos em todas as classes.

Cada país pode ter apenas um barco por classe. Vale ressaltar que as vagas conquistadas vão para o país, e não para o atleta. Isso significa que nem sempre o atleta que garantiu a vaga ocupará o barco de seu país na classe em questão. Essa escolha passa por critérios de cada nação.

Brasil

O país terá barco em oito das dez classes nos Jogos de Tóquio, se ausentando apenas na RS:X masculina e na Laser Radial. Entre os atletas classificados, estão Robert Scheidt, na Laser, que vai para sua sétima Olimpíada, e as campeãs olímpicas da 49erFX na Rio 2016, Martine Grael e Kahena Kunze.

Laser masculina: Robert Scheidt (vaga conquistada por João Pedro Souto no Mundial de 2018);
Finn masculina: Jorge Zarif (a confirmar);
470 masculina: Geison Dzioubanov e Gustavo Thiesen (a confirmar);
49er masculina: Marco Grael e Gabriel Borges;
RS:X feminina: Patrícia Freitas (a confirmar);
470 feminina: Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan (a confirmar);
49erFX feminina: Martine Grael e Kahena Kunze;
Nacra 17 mista: Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino de Sá (a confirmar).

Robert Scheidt com seu barco em regata da classe laser da vela
Robert Scheidt, dono de cinco medalhas olímpicas, disputará sua sétima edição de Jogos Olímpicos no ano que vem (Foto: Wander Roberto/Exemplus/COB)

Países classificados:
    Classe RS:X Masculina (25 barcos, 25 atletas)
  • País-sede (1): Japão;
  • Campeonato Mundial de 2018 em Aarhus, na Dinamarca (10): Países Baixos, França, Grã-Bretanha, Polônia, Itália, Grécia, China, Espanha, Israel e Noruega;
  • Campeonato Mundial de Windsurf RS:X de 2019 em Torbole, na Itália (8): Coreia do Sul, Hong Kong, Belarus, Suíça, Lituânia, Estados Unidos, Chipre e República Tcheca;
  • Seletiva da África - Campeonato Africano de 2019 em Algiers, na Argélia (1): Argélia;
  • Seletiva da América do Norte e Central - Copa do Mundo de 2020 em Miami, nos Estados Unidos (1): México;
  • Seletiva da América do Sul - Campeonato Sul-Americano de 2020 em Mar del Plata, Argentina (1): Argentina;
  • Seletiva da Oceania - Campeonato Mundial de Windsurf RS:X de 2020 em Sorrento, na Austrália (1): Nova Zelândia;
  • Seletiva da Europa - Campeonato Europeu de RS:X de 2020 em Atenas, na Grécia (22-28 de novembro) (1): a definir 
  • Seletiva da Ásia (1): a definir
    Classe Laser Masculina (35 barcos, 35 atletas)
  • País-sede (1): Japão;
  • Campeonato Mundial de 2018 em Aarhus, na Dinamarca (14): Chipre, Austrália, Alemanha, Nova Zelândia, Grã-Bretanha, Noruega, França, Estados Unidos, Finlândia, Estônia, Brasil, Croácia, Peru e Coreia do Sul;
  • Jogos Asiáticos de 2018 em Jakarta, na Indonésia (1): Malásia;
  • Campeonato Mundial de Laser de 2019 em Sakaiminato, no Japão (5): Suécia, Argentina, Rússia, Hungria e Eslovênia;
  • Jogos Pan-Americanos de 2019 em Lima/Paracas, no Peru (2): Guatemala e El Salvador;
  • Seletiva da África - Campeonato Africano de 2019 em Algiers, na Argélia (2): Seychelles e Egito;
  • Seletiva da América do Sul - Copa Brasil de 2019 no Rio de Janeiro, Brasil (1): Chile;
  • Seletiva da Oceania - Campeonato Mundial de Laser de 2020 em Melbourne, na Austrália (2): Samoa e Papua-Nova Guiné;
  • Seletiva da América do Norte e Central - Copa do Mundo de 2020 em Miami, nos Estados Unidos (1): Trinidad e Tobago;
  • Seletiva da Europa (2): a definir
  • Seletiva da Ásia (2): a definir
  • Tripartite (2): a definir
    Classe Finn Masculina (19 barcos, 19 atletas)
  • País-sede (1): Japão;
  • Campeonato Mundial de 2018 em Aarhus, na Dinamarca (8): Hungria, Suécia, Países Baixos, Nova Zelândia, Canadá, Argentina, Grã-Bretanha e Turquia;
  • Campeonato Europeu de Finn de 2019 em Atenas, na Grécia (Seletiva Mundial) (4): Brasil, Noruega, Estados Unidos e Grécia;
  • Seletiva da Ásia - Copa do Mundo de 2019 em Enoshima, no Japão (1): China;
  • Seletiva da Oceania - Finn Gold Cup de 2019 em Melbourne, na Austrália (1): Austrália;
  • Seletiva da América do Sul - Copa Brasil de 2019 no Rio de Janeiro, Brasil (1): Venezuela;
  • Seletiva da América do Norte e Central - Copa do Mundo de 2020 em Miami, nos Estados Unidos (1): México;
  • Seletiva da Europa (1): a definir
  • Seletiva da África (1): a definir
    Classe 470 Masculina (19 barcos, 38 atletas)
  • País-sede (1): Japão;
  • Campeonato Mundial de 2018 em Aarhus, na Dinamarca (8): França, Espanha, Suécia, Austrália, Estados Unidos, Itália, Grã-Bretanha e Nova Zelândia;
  • Campeonato Mundial de 470 de 2019 em Enochima, no Japão (4): Grécia, Rússia, China e Turquia;
  • Seletiva da Ásia - Campeonato Asiático de 2019 em Shenzhen, na China (1): Coreia do Sul;
  • Seletiva da América do Sul - Campeonato Sul-Americano de 2019 em Mar del Plata, na Argentina (1): Brasil;
  • Seletiva da África - Campeonato Africano de 2020 em Luanda, Angola (1): Angola;
  • Seletiva da Oceania - Sail Melbourne International de 2020 em Melbourne, na Austrália (1): Samoa Americana;
  • Seletiva da América do Norte e Central - Copa do Mundo de 2020 em Miami, nos Estados Unidos (1): Canadá;
  • Seletiva da Europa (1): a definir
    Classe 49er Masculina (19 barcos, 38 atletas)
  • País-sede (1): Japão;
  • Campeonato Mundial de 2018 em Aarhus, na Dinamarca (8): Croácia, França, Alemanha, Grã-Bretanha, Nova Zelândia, Portugal, Suíça e Dinamarca;
  • Campeonato Mundial de 49er de 2019 em Auckland, na Nova Zelândia (4): Espanha, Áustria, Países Baixos e Polônia;
  • Seletiva da América do Sul - Jogos Pan-Americanos de 2019 em Lima/Paracas, no Peru (1): Brasil;
  • Seletiva da América do Norte e Central - Jogos Pan-Americanos de 2019 em Lima/Paracas, no Peru (1): Canadá;
  • Seletiva da Oceania - Campeonato Mundial de 49er de 2020 em Geelong, na Austrália (1): Austrália;
  • Seletiva da África (1): a definir
  • Seletiva da Ásia (1): a definir
  • Seletiva da Europa (1): a definir

    Classe RS:X Feminina (27 barcos, 27 atletas):
  • País-sede (1): Japão;
  • Campeonato Mundial de 2018 em Aarhus, na Dinamarca (11): Países Baixos, França, China, Grã-Bretanha, Polônia, Itália, Israel, Espanha, Dinamarca, Rússia e Estônia;
  • Campeonato Mundial de Windsurf RS:X de 2019 em Torbole, na Itália (9): Hong Kong, Brasil, Finlândia, Peru, Turquia, México, Hungria, Estados Unidos e Tailândia;
  • Seletiva da África - Campeonato Africano de 2019 em Algiers, na Argélia (1): Argélia;
  • Seletiva da América do Norte e Central - Copa do Mundo de 2020 em Miami, nos Estados Unidos (1): Canadá;
  • Seletiva da América do Sul - Campeonato Sul-Americano de 2020 em Mar del Plata, Argentina (1): Argentina;
  • Seletiva da Oceania - Campeonato Mundial de Windsurf RS:X de 2020 em Sorrento, na Austrália (1): Nova Zelândia;
  • Seletiva da Europa - Campeonato Europeu de RS:X de 2020 em Atenas, na Grécia (22-28 de novembro) (1): a definir 
  • Seletiva da Ásia (1): a definir
    Classe Laser Radial Feminina (44 barcos, 44 atletas)
  • País-sede (1): Japão;
  • Campeonato Mundial de 2018 em Aarhus, na Dinamarca (18): Bélgica, Países Baixos, Dinamarca, Finlândia, Estados Unidos, Canadá, Grã-Bretanha, Hungria, Suíça, Turquia, Polônia, Grécia, Itália, Suécia, França, Noruega, China e Alemanha;
  • Jogos Asiáticos de 2018 em Jakarta, na Indonésia (1): Malásia;
  • Campeonato Mundial de Laser Radial de 2019 em Sakaiminato, no Japão (10): Croácia, Lituânia, Belarus, Austrália, Rússia, Irlanda, Nova Zelândia, Chipre, Guatamala e Tailândia;
  • Jogos Pan-Americanos de 2019 em Lima/Paracas, no Peru (2): Argentina e Uruguai;
  • Seletiva da África - Campeonato Africano de 2019 em Algiers, na Argélia (2): Moçambique e Egito;
  • Seletiva da América do Sul - Copa Brasil de 2019 no Rio de Janeiro, Brasil (1): Peru;
  • Seletiva da Oceania - Campeonato Mundial de Laser de 2020 em Melbourne, na Austrália (2): Fiji e Papua-Nova Guiné;
  • Seletiva da América do Norte e Central - Copa do Mundo de 2020 em Miami, nos Estados Unidos (1): México;
  • Seletiva da Europa (2): a definir
  • Seletiva da Ásia (2): a definir
  • Tripartite (2): a definir
    Classe 470 Feminina (21 barcos, 42 atletas)
  • País-sede (1): Japão;
  • Campeonato Mundial de 2018 em Aarhus, na Dinamarca (8): Espanha, Grã-Bretanha, França, China, Itália, Grécia, Eslovênia e Israel;
  • Campeonato Mundial de 470 de 2019 em Enochima, no Japão (6+1*): Polônia, Brasil, Austrália, Países Baixos, Nova Zelândia, Alemanha e Suíça*;
  • Seletiva da Ásia - Campeonato Asiático de 2019 em Shenzhen, na China (1): Malásia;
  • Seletiva da América do Sul - Campeonato Sul-Americano de 2019 em Mar del Plata, na Argentina (1): Argentina;
  • Seletiva da África - Campeonato Africano de 2020 em Luanda, Angola (1): Moçambique;
  • Seletiva da América do Norte e Central - Copa do Mundo de 2020 em Miami, nos Estados Unidos (1): Estados Unidos;
  • Seletiva da Europa (1): a definir;
  • Seletiva da Oceania - Sail Melbourne International de 2020 em Melbourne, na Austrália (0*): *Não houve disputa na 470 feminina na Sail Melbourne International. Com isso, a vaga da Oceania foi repassada para o melhor país do Mundial de 2019 ainda não classificado (Suíça).
    Classe 49erFX Feminina (21 barcos, 42 atletas)
  • País-sede (1): Japão;
  • Campeonato Mundial de 2018 em Aarhus, na Dinamarca (8): Países Baixos, Áustria, Grã-Bretanha, Brasil, Dinamarca, Nova Zelândia, Noruega e Austrália;
  • Campeonato Mundial de 49er de 2019 em Auckland, na Nova Zelândia (6+1*): Alemanha, Estados Unidos, Argentina, Polônia, Espanha, Singapura e França*;
  • Seletiva da América do Sul - Jogos Pan-Americanos de 2019 em Lima/Paracas, no Peru (1): Peru;
  • Seletiva da América do Norte e Central - Jogos Pan-Americanos de 2019 em Lima/Paracas, no Peru (1): Canadá;
  • Seletiva da África (1): a definir;
  • Seletiva da Ásia (1): a definir;
  • Seletiva da Europa (1): a definir;
  • Seletiva da Oceania - Campeonato Mundial de 49erFX de 2020 em Geelong, na Austrália (0*): *Apenas Austrália e Nova Zelândia representaram a Oceania no Mundial. Por ambos os países já estarem classificados para os Jogos na 49erFX, a vaga da Oceania foi repassada para o melhor país do Mundial de 2019 ainda não classificado (França).
Martine Grael e Kahena Kunze em regata na Baía de Guanabara disputando os Jogos Olímpicos Rio 2016
    Atuais campeãs olímpicas da 49erFX, Martine Grael e Kahena Kunze se mantiveram entre as melhores do mundo neste ciclo (Foto: Wander Roberto/Exemplus/COB)

Classe Nacra 17 Mista (20 barcos, 40 atletas)
  • País-sede (1): Japão;
  • Campeonato Mundial de 2018 em Aarhus, na Dinamarca (8): Itália, Austrália, Argentina, Dinamarca, Brasil, Grã-Bretanha, Áustria e Nova Zelândia;
  • Campeonato Mundial de Nacra 17 de 2019 em Auckland, na Nova Zelândia (5+1*): Espanha, França, Alemanha, Estados Unidos, Noruega e Suécia*;
  • Seletiva da América do Sul - Jogos Pan-Americanos de 2019 em Lima/Paracas, no Peru (1): Uruguai;
  • Seletiva da América do Norte e Central - Jogos Pan-Americanos de 2019 em Lima/Paracas, no Peru (1): Porto Rico;
  • Seletiva da África (1): a definir;
  • Seletiva da Ásia (1): a definir;
  • Seletiva da Europa (1): a definir;
  • Seletiva da Oceania - Campeonato Mundial de Nacra 17 de 2020 em Geelong, na Austrália (0*): *Apenas Austrália e Nova Zelândia representaram a Oceania no Mundial. Por ambos os países já estarem classificados para os Jogos na Nacra 17, a vaga da Oceania foi repassada para o melhor país do Mundial de 2019 ainda não classificado (Suécia).

Nenhum comentário:

Postar um comentário