Federação Europeia de Caratê anuncia calendário provisório de competições para os próximos cinco anos - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Federação Europeia de Caratê anuncia calendário provisório de competições para os próximos cinco anos

Compartilhe

Um cronograma provisório de competições para o período entre 2021 e 2025 foi divulgado na terça-feira (13) pela Federação Europeia de Caratê (EKF, na sigla em inglês). O calendário foi anunciado depois de o Comitê Executivo da EKF se reunir na segunda-feira, por videoconferência, para discutir o futuro do caratê no continente e analisar os efeitos da pandemia de coronavírus no esporte.

A entidade definiu que Baku, no Azerbaijão, receberá o Campeonato Europeu de 2025, após a edição deste ano, que também ocorreria na capital azeri, ser cancelada. O Campeonato Europeu Cadete, Júnior e Sub-21 foi confirmado para fevereiro de 2021 em Tampere, na Finlândia, seguido pelo Campeonato Adulto em Gotemburgo, na Suécia, em maio.

“A Federação Europeia de Caratê e suas federações nacionais demonstraram enorme resistência e força durante esses tempos difíceis", disse o presidente da EKF e da Federação Mundial de Caratê (WKF), Antonio Espinós. "Como as atividades de Karatê estão começando a ser realizadas novamente em alguns países da Europa, continuamos a tomar medidas para garantir que possamos voltar ao desenvolvimento normal de nossas atividades com o bem-estar de nossos atletas, funcionários e torcedores garantidos".

O Comitê da EKF ainda endossou a participação do caratê nos Jogos Universitários Europeus, programados para ocorrer em julho de 2021 na capital sérvia de Belgrado. A presença do esporte nos Jogos Europeus de 2023 também foi um tópico de discussão na reunião.

O calendário global do caratê foi bastante afetado pela pandemia de Covid-19. O Campeonato Mundial de 2020, programado para ocorrer nos Emirados Árabes Unidos em novembro, acabou transferido para o mesmo mês no ano que vem. Além disso, a estreia da modalidade em Jogos Olímpicos também foi adiada para 2021, o que comprometeu a corrida olímpica do esporte e retirou a vaga inicialmente garantida do brasileiro Vinícius Figueira.

Surte +: De olho em Tóquio, carateca Valéria Kumizaki treina com atletas da seleção de taekwondo

Foto: Reprodução/WKF

Nenhum comentário:

Postar um comentário