Em carta aberta, CBsk se manifesta contra eleição da Comissão de Atletas este ano - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Em carta aberta, CBsk se manifesta contra eleição da Comissão de Atletas este ano

Compartilhe

A Confederação Brasileira de Skate (CBsk) se manifestou nesta quarta-feira (29) contra a realização da nova Comissão dos Atletas do Comitê Olímpico Brasileiro (Cacob). Em carta aberta, a CBsk disse que, realizar a eleição - prevista para agosto - este ano, "é uma atitude contraditória à própria luta da Comissão dos Atletas".

A votação para determinar os atletas que representam a classe dos esportistas olímpicos normalmente acontece após os Jogos Olímpicos e os "mandatos" duram todo o ciclo olímpico. Porém, mesmo com o adiamento de Tóquio 2020 para o ano que vem, o pleito brasileiro permaneceu para este ano. O COI e o Comitê Paralímpico Internacional (IPC), por exemplo, adiaram suas eleições. Segundo a CBsk, a decisão veio sem um diálogo e deveria seguir a mesma ideia do Comitê Internacional.

"A Confederação Brasileira de Skate (CBSk) recebeu com surpresa a notícia de que a eleição da Comissão de Atletas do COB (ciclo Paris 2024) segue mantida para 2020 (final de agosto) - decisão tomada sem um diálogo aberto sobre o tema", disse a carta.

Se mantida para este ano, a eleição proíbe candidatura e votação dos atletas de cinco modalidades que estreiam em Tóquio 2020 (skate, surfe, beisebol, caratê e escalada esportiva), já que um dos requisitos para participar é ter disputado pelo menos uma Olimpíada. A medida vale para atletas de outras modalidades que estão indo para seu primeiro Jogos.


"Propomos a interrupção imediata do processo eleitoral até que possamos estabelecer um diálogo aberto sobre o tema, respeitando o espírito olímpico tantas vezes demonstrado pelos integrantes desta Comissão dos Atletas", finalizou a carta assinada pelo presidente da Confederação Brasileira de Skate, Eduardo Musa, e pela Representante da Comissão de Skatistas, Karen Jonz.

Procurado por nossa reportagem, o COB comentou que "o processo eleitoral da Comissão de Atletas do Comitê Olímpico do Brasil para o próximo ciclo olímpico foi deliberado e definido pela própria Comissão. O COB respeita e defende a autonomia da Comissão de Atletas para tomar suas próprias decisões, assim como pela definição da manutenção da eleição em 2020".

"O COB reforça o seu compromisso em dar voz aos atletas e abrir espaço para o diálogo com todos os envolvidos no Movimento Olímpico", relatou o posicionamento.

Criada em 2009, a Comissão dos Atletas estabelece diálogo entre os esportistas e o COB, representando direitos, interesses e debater os interesses dos atletas.


Na última eleição foram nomeados 15 atletas. O COB convidou mais quatro. São eles: Arthur Zanetti (ginástica artística), Baby Futuro (rugby), Brunno Mendonça (hóquei sobre grama), Duda Amorim (handebol), Emanuel Rego (vôlei de praia), Emerson Duarte (tiro esportivo), Fabiana Murer (atletismo), Fabiano Peçanha (atletismo), Hugo Hoyama (tênis de mesa), Iziane Marques (basquete), Marcelinho Machado (basquete), Poliana Okimoto (maratonas aquáticas), Tiago Camilo (judô), Thiago Pereira (natação) e Yane Marques (pentatlo moderno). Além de Fabi Alvim (vôlei), Hortência Marcari (basquete), Isabel Clark (snowboard) e Isabel Swan (vela), selecionados pelo Conselho Executivo do COB.

Foto: Rafael Bello/COB 

Nenhum comentário:

Postar um comentário