Campeã olímpica nos 400m, Shaunae Miller-Uibo registra sub-11 nos 100m rasos pela primeira vez na carreira - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Campeã olímpica nos 400m, Shaunae Miller-Uibo registra sub-11 nos 100m rasos pela primeira vez na carreira

Compartilhe

A bahamense Shaunae Miller-Uibo, campeã olímpica nos 400m, estabeleceu um novo recorde pessoal nos 100m rasos, na noite desta sexta-feira, em um meeting em Clermont, na Flórida. Ela registrou 10s98 (1,4m/s). Nas baterias eliminatórias, ela já havia estabelecido uma melhor marca pessoal, com 11s03, e melhorou ainda mais seu desempenho na final.

Por conseguir um "sub-11", Uibo tornou-se a quarta mulher de todos os tempos a romper as grandes barreiras femininas das provas mais velozes do atletismo (11 segundos nos 100m, 22 segundos nos 200m e 49 segundos nos 400m). Como personal best, ela possui 21s74 nos 200m e 48s37 nos 400m, ambas as marcas registradas no ano passado.

Fazem parte do seleto grupo a alemã Marita Koch (10s83, 21s71 e 47s60), que é recordista mundial nos 400m; a francesa Marie-José Perec (10s96, 21s99 e 48s25), que foi bicampeã olímpica e bicampeã mundial dos 400m na década de 1990; e a estadunidense Valerie Brisco (10s99, 21s81 e 48s83), campeã olímpica nos 200m e nos 400m de Los Angeles 1984.


Além de entrar para a história, Uibo também ganhou reconhecimento no presente. Com o tempo registrado nessa sexta-feira, ela bateu os 11 segundos cravados da jamaicana Shelly-Ann Fraser-Pryce e passou a ser dona das melhores marca do ano nas três provas em questão. Ela já era líder dos rankings da temporada nos 200m (22s61) e nos 400m (50s52) desde o início de julho.

Entre os homens, o destaque do "Back To The Track" ficou com Trayvon Bromell, que voltou a registrar um sub-10 nos 100m depois de quatro anos. Ele venceu as eliminatórias com 9s90 (+1.4m/s), a segunda melhor marca do ano, superando os medalhistas mundiais Andre de Grasse, que fez 9s97, e Noah Lyles, que teve 10s04.

Detentor do recorde mundial júnior nos 100m (9s94, de 2014), Bromell era uma das grandes promessas do atletismo estadunidense, mas as constantes lesões atrapalharam sua carreira. Depois da final olímpica na Rio-2016, esta foi apenas sua quinta competição oficial. Nesta temporada, foi a segunda aparição, tendo corrido para 10s04 há três semanas.

Bromell, hoje com 25 anos, optou por não correr a final do meeting na Flórida, que foi ganha por seu compatriota Noah Lyles, com 9s93. O vento estava acima do permitido (2.3m/s) e a marca não foi homologada. O canadense de Grasse ficou na segunda posição, registrando um novo 9s97.


Foto: Reprodução/Instagram_@hey_itsshaunae

Nenhum comentário:

Postar um comentário