Suspensa provisoriamente, Salwa Eid Naser já estava sendo investigada durante seu título mundial e alega inocência - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Suspensa provisoriamente, Salwa Eid Naser já estava sendo investigada durante seu título mundial e alega inocência

Compartilhe

A corredora do Bahrein Salwa Eid Naser alegou inocência após ter sido suspensa pela Unidade de Integridade de Atletismo (AIU) na última sexta-feira (05), por não ter se disponibilizado para testes antidoping.

Em um vídeo no Instagram, Naser, que venceu os 400m rasos no Campeonato Mundial em Doha no ano passado, disse que "perdeu apenas três testes" e que os exames perdidos ocorreram antes do Mundial.

De acordo com as Regras Antidopagem do atletismo, qualquer combinação de três falhas no paradeiro - seja no arquivamento dos exames ou na falta aos testes - dentro de um período de 12 meses por um atleta constitui uma infração de doping.

"Uma investigação sobre as três falhas do paradeiro do Naser em 2019 estava em andamento no momento do Campeonato Mundial de Doha e ela não foi suspensa provisoriamente naquele momento", disse a AIU em comunicado. "Após a conclusão da investigação e uma quarta falha de paradeiro em janeiro de 2020, um aviso foi emitido e a atleta acabou sujeita a uma suspensão provisória imediata.”

Atletas culpados por "falhas no paradeiro", como é o caso de Naser, podem ser suspensos por até dois anos. 

A esportista do Bahrein, que disse que não havia sido testada este ano, espera poder deixar o assunto para trás em breve.

“Isso pode acontecer com qualquer um. Não quero que as pessoas se confundam com tudo isso, porque eu nunca trapacearia. É muito difícil ter essa pequena mancha no meu nome", declarou Naser no vídeo.

Foto: Divulgação/World Athletics

Nenhum comentário:

Postar um comentário