Ottawa, no Canadá, é escolhida para receber Mundial de Curling Masculino de 2021 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Ottawa, no Canadá, é escolhida para receber Mundial de Curling Masculino de 2021

Compartilhe

A World Curling, entidade que rege o curling a nível internacional, anunciou nesta segunda-feira (16) que Ottawa, no Canadá, receberá a próxima edição de seu Mundial Masculino, em 2021. A competição acontecerá entre 3 e 11 de abril do próximo ano e distribuirá seis vagas aos Jogos Olímpicos de Pequim 2022.

"É com prazer que confirmo que o Campeonato Mundial de Curling Masculino de 2021 será realizado em Ottawa, Ontário, durante a próxima temporada. É um verdadeiro prazer poder realizar um de nossos principais campeonatos na cidade natal de Curling Canada pela primeira vez", disse a presidente da entidade, Kate Caithness. 




Esta será a 25ª vez que o Canadá receberá o evento, mas será a primeira em que a capital, Ottawa, será sede. Ao todo, já foram realizadas 61 edições do Mundial Masculino, e o Canadá foi o país que mais vezes foi campeão, com 36 títulos. Além disso, o país da América do Norte foi vice em 11 oportunidades e terminou em terceiro lugar em outras 7.

Os canadenses, no entanto, não conquistam um título desde 2017, em competição realizada em Edmonton. Nas últimas duas edições, ficaram com a prata e viram os suecos serem campeões. Vale lembrar que a competição de 2020, com sede em Glasglow, na Escócia, foi cancelada por conta da pandemia do coronavírus.

Coma não realização do evento deste ano, o sistema de qualificação olímpica para os Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim 2022 teve de ser modificado. Antes, os resultados dos Mundiais de 2020 e de 2021 seriam combinados para definir os classificados. Agora, os seis primeiros colocados do evento de 2021 garantirão a vaga automaticamente.

O Brasil jamais participou de um Campeonato Mundial Masculino. Desde 2009, a equipe participa do Americas Challenge, uma éspecie de torneio qualificatório, que dá uma ou duas vagas à competição. No evento de 2019, que daria vaga para 2020, os brasileiros perderam seus quatro jogos, dois para os Estados Unidos e dois para o México.  

Foto: WCF/Mike Burns

Nenhum comentário:

Postar um comentário