Michael Jordan anuncia doação de 100 milhões de dólares para combate ao racismo - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Michael Jordan anuncia doação de 100 milhões de dólares para combate ao racismo

Compartilhe

A lenda Michael Jordan e a Jordan Brand, marca esportiva relacionada ao ex-jogador de basquete, prometeram doar U$ 100 milhões de dólares (cerca de R$ 496 milhões) às instituições dedicadas ao combate da discriminação racial pelos próximos 10 anos.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira (05) através do Twitter de Jordan. A doação surge em meio às constantes manifestações realizadas nos Estados Unidos e em todo o mundo nos últimos dias, contra o racismo sistêmico, iniciados após a morte de George Floyd, um homem negro, por um policial branco.

“Vidas negras são importantes. Esta não é uma afirmação controversa ", diz a declaração postada na rede social. "Até que o racismo arraigado que permite o fracasso das instituições de nosso país seja completamente erradicado, permaneceremos comprometidos em proteger e melhorar a vida dos negros".


Jordan, considerado por muitos o maior jogador da história da NBA, também é um dos ativos na causa anti-racista. No início da semana, postou uma mensagem em que dizia que estava "sofrido e com muita raiva" pelo acontecimento com Floyd.

+ SurtoLista: os Dream Teams de basquete dos EUA, do melhor para o pior

O movimento "Vidas Negras Importam" tem ganhado muitos adeptos após o caso. Além do ex-jogador do Dream Team, inúmeros outros atletas e instituições ligadas ao esporte manifestaram sua indignação com a situação, incluindo o Comitê Paralímpico Internacional e a World Athletics, que clamaram por mudanças.

Foto: Frank Fife/AFP

Nenhum comentário:

Postar um comentário