Ex-número 1 do mundo no badminton diverge sobre retomada da temporada 2020 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Ex-número 1 do mundo no badminton diverge sobre retomada da temporada 2020

Compartilhe

Desde que foi declarada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a pandemia de coronavírus tem causado o cancelamento de diversos eventos esportivos. No entanto, seu controle tem feito dirigentes planejarem o retorno das competições, algo que é criticado pelo ex-número 1 do mundo no badminton, o malaio Lee Chong Wei, que diverge sobre o reinício da temporada 2020.

Dono de três pratas olímpicas, Lee comentou em entrevista ao portal Timesport, sobre o momento vivido no mundo por conta da pandemia. 

"Estamos vivendo tempos incertos e sei que não é fácil tomar decisões. Mas, como jogador aposentado, acredito que minhas opiniões não são tendenciosas. Entendo que é importante para a BWF (Federação Mundial de Badminton) começar os torneios novamente, porque os direitos de televisão geram receita", ressaltou Lee. 

"Entretanto, associações membros, como a Associação de Badminton da Malásia, perderão dinheiro sediando um torneio onde não ganharão com a venda de ingressos", apontou Lee. 

Chefe de Missão da Malásia para os Jogos Olímpicos de Tóquio, o ex-jogador de badminton afirmou que existem outros impedimentos para a retomada da temporada. 

"Ter que aderir a procedimentos operacionais rigorosos também significaria estádios vazios. E se isso não for suficiente, ainda precisamos considerar as várias políticas de restrições de viagem", revela. "A Malásia pode não ter tantos casos de COVID-19, mas e os países de outros jogadores", indagou. 

Em março, a BWF suspendeu os torneios do circuito, além dos rankings mundiais. No mês passado a entidade apresentou um calendário revisado para 2020, com a retomada das competições prevista para setembro.

Espera-se que mais decisões sejam tomadas pela BWF em sua assembléia geral anual, marcada para 18 de julho.

Foto: Reprodução/YouTube

Nenhum comentário:

Postar um comentário