Cindy Ouellet quer voltar a colocar o Canadá no topo olímpico do basquete em cadeira de rodas para mulheres - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Cindy Ouellet quer voltar a colocar o Canadá no topo olímpico do basquete em cadeira de rodas para mulheres

Compartilhe

Cindy Ouellet já é campeã dos Jogos Parapan-Americanos, em Lima 2019, e foi campeã mundial no basquete em cadeira de rodas em 2014. Apesar disso, ela ainda não tem uma medalha olímpica e acredita que ser o momento certo das canadenses voltarem a seus momentos de glória em Tóquio, no próximo ano.

Tricampeão paralímpico, o Canadá não sobe no pódio do basquete em cadeira de rodas para mulheres desde os Jogos Olímpicos de Atenas 2004. A equipe canadense triunfou de 1992 a 2000 e já não era a melhor do mundo em Atenas, quando as canadenses conquistaram o bronze. Após três edições em branco, Ouellet espera que em Tóquio a demora termine.

"O Canadá obviamente foi super bom no basquete em cadeira de rodas no passado. Então, seria bom fazer história novamente e deixar o Canadá orgulhoso de poder subir no pódio com essa nova equipe", disse Ouellet.

"Eu adoraria ser aquela equipe a vencer a primeira medalha do Canadá em anos nos Jogos Paralímpicos", comentou a experiente atleta de 31 anos.


A equipe do Canadá está entre as favoritas para uma medalha em Tóquio 2020, caso o basquete em cadeiras de rodas não seja excluído do programa de Tóquio por conta de irregularidades no Código de Classificação dos Atletas. A Federação Internacional de Basquete em Cadeira de Rodas (IWBF) tem que se adequar às regras do Comitê Paralímpico Internacional (IPC).

O Canadá se classificou para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 após o ouro em Lima 2019. Ouellet, que também esteve nos Jogos Paralímpicos de Pequim 2008 e Londres 2012, disse que o time atual tem todos os atributos para o sucesso.

"Nossa equipe está realmente pronta desta vez", disse ela. "Temos novos jogadores. Temos velocidade e altura".

"É a equipe que se unirá à melhor coesão que provavelmente vencerá, porque todos os atletas e equipes estão realmente em forma. Tudo se resume ao lado mental das coisas e ao entrosamento da equipe", finalizou.

Foto: Matthew Murnaghan/Comitê Paralímpico Canadense

Nenhum comentário:

Postar um comentário