Basquete em cadeira de rodas está fora de Paris 2024 e pode ser cortado de Tóquio 2020 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Basquete em cadeira de rodas está fora de Paris 2024 e pode ser cortado de Tóquio 2020

Compartilhe

O basquete em cadeira de rodas foi removido do programa dos Jogos Paralímpicos Paris 2024 na  última sexta-feira (31), e corre risco de ser retirado também de Tóquio 2020. Há um impasse entre o Comitê Paraolímpico Internacional (IPC) e a Federação Internacional de Basquete em Cadeira de Rodas (IWBF) sobre a classificação e os jogadores elegíveis para a competição.

A modalidade é aberta a um amplo grupo de atletas com as mais variadas gravidades de deficiências. O IPC deseja reavaliar alguns jogadores da modalidade que podem estar presentes em Tóquio 2020 e bloquear qualquer um que possa ser inelegível. Segundo Craig Spence, porta-voz do IPC, cerca de 50 a 75 atletas que precisam passar por essa nova realização. Já a decisão sobre Paris 2024 ainda pode ser revertida.

"Agradecemos que o basquete em cadeira de rodas seja um dos esportes mais populares nos Jogos Paraolímpicos, mas isso não significa que a IWBF esteja acima das regras", comunicou o presidente do IPC, Andrew Parsons. “A classificação dos atletas é parte integrante de todos os esportes paraolímpicos e a falha de qualquer esporte em cumprir o Código de Classificação dos Atletas do IPC é uma preocupação crítica para nós, pois pode ameaçar a integridade da competição.”

Já a IWBF disse que pretende chegar a um acordo com o IPC antes da Paraolimpíada de Tóquio e minimiza as diferenças entre as duas organizações. "É importante ressaltar que a elegibilidade de nossos atletas não está em dúvida, apenas usamos idiomas diferentes em nossa classificação", disse Regina Costa, que preside a comissão de classificação da IWBF.

Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário