Nadal afirma que se for obrigatório, Djokovic terá que aceitar ser vacinado para participar do circuito - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Nadal afirma que se for obrigatório, Djokovic terá que aceitar ser vacinado para participar do circuito

Compartilhe

O tenista espanhol Rafael Nadal, vencedor de 19 Grand Slams, afirmou que o sérvio Novak Djokovic terá que aceitar ser vacinado quando houver uma imunização, caso isso seja uma ordem da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) para que os atletas possam voltar ao circuito.

Em entrevista ao jornal espanhol La Voz de Galícia, Nadal foi contundente ao afirmar que as regras impostas para que o tênis possa retomar suas atividades deverão ser aplicadas e seguidas por todos os tenistas.

O espanhol reiterou que todos têm liberdade de escolha e que não podem ser forçados a se vacinar, mas que se isso for uma ordem da ATP, para proteger a saúde dos atletas e para que os tenistas possam viajar pelo circuito, todos deverão cumprir com a exigência.

"Por exemplo, Djokovic terá que ser vacinado se quiser continuar jogando tênis no mais alto nível", disparou Nadal. "E o mesmo valerá para mim se isso for uma regra. Vale para todos, assim como agora temos que ficar em casa".

A fala é referente às afirmações negacionistas de Djokovic sobre a vacina para a imunização contra o coronavírus. O sérvio declarou ser contra a obrigatoriedade da vacina para que os atletas possam viajar. Ele alegou que poderia mudar de ideia, mas que seria muito difícil. 

"Se a ATP ou a ITF (Federação Internacional de Tênis) tornar a vacina uma regra para poder jogar tênis, teremos que cumprir", declarou Nadal. "É sobre seguir regras. Nada além disso". 

Nadal havia dito recentemente que está pessimista quanto ao cenário para o retorno do tênis em 2020, afirmando que se houvesse opção, desistiria da atual temporada e retornaria na gira do Australian Open de 2021.

Mais de 30 eventos sancionados foram cancelados desde o início de março. O retorno do circuito está provisoriamente marcado para meados de julho, mas muitos países colocaram medidas restritivas em relação a realização de eventos esportivos. Entre os cancelamentos por conta da pandemia de coronavírus, está o do Torneio de Wimbledon, que não era revogado desde 1945. Já Roland Garros foi adiado de maio para setembro.

O US Open está programado para começar em Nova York no final de agosto, mas os organizadores afirmaram que decidirão em junho se o torneio será realizado.

Foto: ATP Tour

Nenhum comentário:

Postar um comentário