Médicos da UWW atuam na linha de frente contra a COVID-19 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Médicos da UWW atuam na linha de frente contra a COVID-19

Compartilhe


A comunidade do Wrestling sempre foi maior do que apenas seus lutadores nos tapetes. Atualmente as recomendações para torcedores, atletas, treinadores e administradores é seguir a campanha “Stay Strong and Stay at home” (“Fique forte e fique em casa”), mas um grupo em especial, os médicos da modalidade, está na linha de frente da luta contra a pandemia de COVID-19. De todas as partes do mundo, os bravos profissionais da área médica do wrestling estão fazendo tudo o que podem para proteger a vida dos necessitados.

“Somos sempre gratos por nossa equipe médica, mas quero que todos nós tomemos um momento extra e comemoremos sua contribuição e sacrifício”, disse o presidente da United World Wrestling, Nenad Lalovic. “Estamos muito orgulhosos de seus esforços.”

Dr. Babak Shadgan, chefe da Comissão Médica da UWW e professor assistente de ortopedia da Universidade da Colúmbia Britânica no Canadá, lidera um projeto de pesquisa multicêntrica sobre o desenvolvimento de um novo biossensor para triagem e monitoramento de pacientes com COVID-19. O êxito do Dr. Shadgan e sua equipe de pesquisa melhorará o diagnóstico e o tratamento precoces dos pacientes afetados pelo COVID-19.

O Dr. Loukas Konstantinou, cirurgião ortopédico de trauma e esportes na Grécia e membro da Comissão Médica da UWW está ajudando pacientes, incluindo aqueles infectados pelo coronavírus.

“Nosso trabalho cotidiano traz um alto grau de vulnerabilidade no que diz respeito ao contato com pacientes e cidadãos infectados pelo vírus”, disse Konstantinou. “Tomamos todas as medidas necessárias para proteger a nós mesmos e a nossos pacientes”, afirmou Konstantinou.

O membro da comissão médica Dr. Szabolcs Molnar exemplifica a dedicação de profissionais médicos em todo o mundo. Como professor assistente do trauma ortopédico do maior hospital de Budapeste, Hungria, Molnar está trabalhando nas unidades de triagem e na sala de operações.

“Estou honrado em fazer o possível para ajudar meus compatriotas”, disse Molnar.

Médico iraniano contrai Covid, mas felizmente se recupera
O membro da comissão médica da UWW Dr. Sadegh Mahboubi tratava pacientes no Irã nos meses de fevereiro e março antes de contrair COVID-19. A maioria dos consultórios médicos estava fechada, então ele permaneceu aberto e trabalhou 18 horas por dia, mas foi obrigado a diminuir o ritmo depois que a doença afetou sua respiração.

“Eu não queria uma cama de hospital ocupada por mim, então fiquei em quarentena em casa por minha esposa, que é médica”, disse ele. “Se fosse um combate de wrestling, acho que em um primeiro round perdi para a COVID, mas estou de volta ao trabalho agora para ajudar.” afirmou Mahboubi, que perdeu 15 kg durante o período da doença.

Nos Estados Unidos, uma força-tarefa de ex-lutadores, médicos e líderes políticos foi formada em um esforço para criar soluções para o retorno do esporte. O grupo está buscando soluções para avançar para a próxima fase da vida com o coronavírus, ainda um estágio muito preocupante. A força-tarefa de trabalho inclui o médico de longa data Dr. Bernard Feldman e o ex-secretário de Saúde e Serviços Humanos Tom Price.

Outros membros da Comissão Médica da UWW estão ajudando pacientes na linha de frente de alto risco: o Dr. Stevan Sikimic, um respirologista na Sérvia; Dr. Stefan Strugarov, cirurgião na Bulgária; Dr. Klaus Johann, cirurgião ortopédico na Alemanha; Dr. Abdelghani Chahi, cardiologista em Marrocos; Dr. Jose Padilha, cirurgião no Brasil; Dr. Kohei Nakajima, cirurgião ortopédico no Japão; Dra. Mika Lehto, cardiologista na Finlândia; Dra. Carol Maitre na França; Dra. Irina Dulepova na Rússia; e a Dra. Elena Abaeva no Uzbequistão

“Nosso esporte conhece sobre luta e sabemos lutar”, disse presidente Lalovic. “Estou muito orgulhoso de nossos profissionais médicos e estou ansioso para vê-los novamente no tapete de lutas”.

Foto: Divulgação/UWW

Nenhum comentário:

Postar um comentário