McIlroy e Johnson vencem torneio beneficente em retomada do golfe durante a pandemia - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

McIlroy e Johnson vencem torneio beneficente em retomada do golfe durante a pandemia

Compartilhe

O atual líder do ranking mundial de golfe, o norte-irlandês Rory McIlroy, e seu parceiro de torneio, o norte-americano Dustin Johnson, venceram o torneio beneficente Taylor Made Driving Relief, realizado no Seminole Golf Club, na Flórida, Estados Unidos, no último domingo (17). Eles enfrentaram os norte-americanos Rick Fowler e Matthew Wolff, nesta que foi uma das primeiras transmissões esportivas ao vivo no mundo ainda durante a pandemia de coronavírus.

Entretanto, o grande destaque do torneio não foi o resultado esportivo e sim a arrecadação de doações para o combate ao coronavírus. Foram US$ 5,5 milhões de dólares arrecadados, sendo que US$ 1,1 milhão surgiram de contribuições dos telespectadores durante o jogo. As doações podem ser realizadas até às 23h59 da próxima terça-feira (19).

Foto: Divulgação/USA Today
O evento não teve presença de público e serviu como parâmetro de como devem ser os primeiros torneios oficiais do PGA Tour durante a pandemia. Nenhum caddie estava trabalhando no percurso e os jogadores tinham que carregar seus próprios tacos. Além disso, cada golfista estava equipado com um microfone, que capturava as reações e conversas. Os atletas respeitaram a ordem de isolamento social e passaram por testes para a detecção do coronavírus.

Após muito equilíbrio, a competição foi definida em um tiebreak de quem chegaria mais perto do buraco decisivo. McIlroy obteve maior sucesso na tacada, faturando o título junto à Johnson.

"Nesse gramado de Seminole, a bola pode fazer coisas engraçadas quando você acha que está em uma boa localização no campo", disse o campeão McIlroy, que adorou voltar a competir. "É incrível voltar ao campo de golfe". 

McIlroy e Johnson faturaram pouco mais de US$ 2 milhões. Já Fowler e Wolff conseguiram US$ 1,5 milhão. O dinheiro da premiação fez parte das doações ao fundo de auxílio ao combate do coronavírus. 


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que recentemente foi duramente criticado por McIlroy, participou da transmissão ao vivo, via telefone e não entrou em polêmicas. "Queremos voltar para onde estávamos. Queremos voltar aos grandes estádios, carregados de pessoas", declarou.

Golfe feminino na Coreia do Sul

Foto: Divulgação/KLPGA
A golfista sul-coreana Park Hyun-Kyung conquistou o título da KLPGA Championship no último domingo, marcando o retorno do golfe feminino na Coreia do Sul.  Essa é a terceira liga esportiva que retoma atividades no país asiático. Beisebol e futebol haviam retornado na última semana.

Park estava três tinha três tacadas a mais que sua adversária Bae Seon-Woo, mas conseguiu descontar a diferença no dia seguinte ao completar o percurso com 67 tacadas. Com o título, Park faturou US$ 178,4 mil.

"Estou tão feliz por ter conseguido vencer. Acho que o próximo torneio não será tão fácil, mas continuarei tentando", declarou a golfista.

Os caddies estiveram presentes no evento, mas sempre utilizando máscaras. Nas comemorações e cumprimentos, o toque de cotovelos substituiu os abraços e apertos de mão. Ainda assim, a Coreia do Sul voltou atrás em relação às medidas de relaxamento do distanciamento social no país e cancelou o Korea Open de golfe, que seria realizado no mês que vem. A nação tem enfrentado novos casos de coronavírus.

Foto: Divulgação/USA Today

Nenhum comentário:

Postar um comentário