Federação Internacional de Vôlei presta homenagem a agora aposentado Serginho: “Carreira gloriosa” - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Federação Internacional de Vôlei presta homenagem a agora aposentado Serginho: “Carreira gloriosa”

Compartilhe


Na última segunda-feira (18), a Federação Internacional de Voleibol (FIVB) publicou, em seu site oficial, um longo texto em que homenageia o ex-líbero Serginho, que decidiu deixar as quadras a alguns dias.

Na postagem, a entidade utiliza termos como “especial”, “lendário” e “glorioso” para se referir ao brasileiro. Além disso, destaca as inúmeras conquistas que ele obteve com a Seleção, que incluem dois títulos em Campeonatos Mundiais (2002 e 2006), duas Copas do Mundo (2003 e 2007) e sete Ligas Mundiais, além, claro, do bicampeonato olímpico (2004 e 2016) e das duas pratas (2008 e 2012).

A FIVB ressaltou as vitórias olímpicas de Serginho, mencionando que o ex-atleta é um dos únicos esportistas da modalidade a ter quatro medalhas em Jogos Olímpicos (os outros são o italiano Samuele Papi e o russo Sergey Tetyukhin). Além disso, o paulista de Pirituba é o único a ter chegado a quatro finais olímpicas. 

Serginho anunciou sua aposentadoria do esporte no último sábado (16), em prévia de sua entrevista para o Esporte Espetacular, na TV Globo, que foi ao ar no domingo. Na ocasião, ele explicou os motivos que o levaram a tomar essa decisão e fez um pedido aos torcedores que sempre o apoiaram. “As pessoas que quiserem se lembrar de mim, joguem voleibol. Só isso", declarou.

Além da FIVB, muitos atletas e personalidades também prestaram homenagens ao ídolo, como a ex-líbero bicampeã olímpica Fabi Alvim. Agora comentarista de voleibol do Grupo Globo, Fabi veiculou no seu Instagram uma foto junto à Serginho. 

“Você me emociona quando diz que é só mais um, fazendo o que ama. Você me emociona com sua simplicidade e simpatia. Obrigada por me emocionar por todo esse tempo. Você é história, você é histórico, você é o maior que vi jogar”, escreveu Fabi no texto que acompanha a foto.

Outro a prestar homenagens foi o técnico Bernardinho, que comandou a seleção nos dois ouros olímpicos em que Serginho esteve presente.

“A história de Serginho, o rapaz de Pirituba que usou o esporte, o voleibol, como ferramenta de transformação de vida. A prova real de que é possível. Havendo oportunidades, com disciplina e muita determinação, é possível. Se transformou em um líder, inspirador, que pelo exemplo diário, guiava seus companheiros, e que com sua energia e fé inabalável nao os deixou desistir”, publicou Bernardinho em seu Instagram.

Foto: Divulgação/FIVB

Nenhum comentário:

Postar um comentário