Governador libera treinamentos de esportes profissionais em Nova York - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Governador libera treinamentos de esportes profissionais em Nova York

Compartilhe

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, declarou neste domingo (24) que as equipes profissionais sediadas no estado podem retornar aos seus treinos. O enunciado foi feito na entrevista coletiva realizada pelo governador em Long Island. Há mais de dois meses o esporte profissional anda paralisado em Nova York devido à pandemia do novo coronavírus.

"A partir de hoje, todas as ligas esportivas profissionais de Nova York poderão iniciar seus treinamentos. Acredito que o esporte pode voltar sem ter pessoas nos estádios, sem ter pessoas nas arenas - pratiquem! Faça!", disse Cuomo.

"Queremos que as pessoas possam assistir esportes. Na medida em que as pessoas ainda ficam em casa, isso dá às pessoas algo para fazer. É um retorno à normalidade. Por isso, estamos trabalhando e incentivando todas as equipes esportivas a iniciarem seus treinamentos o mais rápido possível. E trabalharemos com eles para garantir que isso aconteça", finalizou.

Nova York é o estado mais atingido pelo COVID-19 nos EUA, com quase 29.000 mortos e mais de 360.000 casos confirmados. Em contraste, Nova York teve, no último sábado (23), o menor número de mortos desde 24 de março, com 84 óbitos, e tem tido quedas diárias nos novos casos.

O estado novaiorquino é a casa de diversas equipes profissionais. Na NBA, o Brooklin Nets e o New York Knicks, que também possui a sua irmã Liberty na WNBA, são os representantes. Os Ranges, Islander e Sabres representam o estado na NHL. Há também equipes na Major League Baseball, na liga de futebol (MSL), além dos Buffalo Bills na NFL (estádio da foto).

As ligas e franquias trabalham para o retornar ou iniciar suas temporadas. A Major League Soccer (MLS) e NBA, por exemplo, trabalham com um possível retorno dos jogos no complexo da Disney, em Orlando. 

Foto: Divulgação/Buffalo Bills

Nenhum comentário:

Postar um comentário