Boris Becker acredita que não seria sábio manter atuais planos para US Open - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Boris Becker acredita que não seria sábio manter atuais planos para US Open

Compartilhe

Seis vezes campeão de Grand Slam, o ex-tenista alemão Boris Becker afirmou que o US Open, deveria alterar seus planos de realização do torneio.

"É o único Grand Slam ainda de pé. O problema é que Nova York foi praticamente a cidade mais atingida pelo vírus há algumas semanas", disse Becker ao site do prêmio Laureus. 

"Não acho que seria sábio ter um torneio lá (em Nova York)" apontou Becker. 

A cidade de Nova York registrou mais de 172 mil casos confirmados de coronavírus, sendo que 13.365 pessoas morreram pela doença. 

No momento a Associação de Tênis dos Estados Unidos (USTA) mantem a data do torneio para 30 de agosto até 13 de setembro, no Centro Nacional de Tênis Billie Jean King em Nova York. Apesar disso já foi especulado que o Grand Slam poderia ser realizado no mesmo local que recebe o Masters 1000 de Indian Wells, na Califórnia.

Vale lembrar que atualmente o complexo que recebe o US Open atualmente tem em suas instalações um hospital de campanha e um local para preparar alimentos para moradores de rua, trabalhadores de saúde e pacientes. 

Além disso, todos os Grand Slams que ainda seriam realizados nesta temporada anunciaram alguma medida, como por exemplo, Roland Garros, que adiou o evento para duas semanas após o Major estadunidense e Wimbledon que cancelou o torneio pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial, restando apenas o US Open para se pronunciar. O Australian Open foi realizado em janeiro deste ano e não foi afetado pela pandemia. 

O US Open soltou uma nota no fim do mês passado afirmando que o objetivo da organização ainda é realizar o torneio nas datas planejadas. 

Foto: US Open
"O objetivo da USTA é realizar o US Open em Nova York nas datas programadas atualmente. De fato, nossos planos para sediar o Aberto dos EUA em nossas datas programadas no Centro Nacional de Tênis Billie Jean King da USTA com a presença dos fãs continuam em andamento. No entanto, reconhecemos que todos enfrentamos um ambiente incerto e em rápida mudança em relação à pandemia do coronavírus e portanto temos modelado agressivamente muitas outras contingências, incluindo cenários sem a presença de público", declarou a organização do torneio.

"Entendemos que há muita especulação sobre o planejamento do USTA para o Aberto dos EUA em 2020. Gostaríamos de esclarecer que, enquanto estamos explorando todas as possibilidades no Aberto dos EUA, a possibilidade de mudar o local ou a data do evento não está sendo cogitada no momento", completou a nota. 

O US Open declarou também que uma decisão definitiva sobre o futuro do torneio deverá ser divulgada em meados de junho. 

Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário