Rankings do tênis de mesa serão congelados após atualização do mês de abril - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Rankings do tênis de mesa serão congelados após atualização do mês de abril

Compartilhe

Como já ocorre no primeiro dia de todos meses, a Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF) deveria atualizar nesta quarta-feira seus rankings de abril, mas optou por atrasar a divulgação destes para avaliar com cuidado as complicações causadas pelo coronavírus nos eventos de março. A entidade anunciou, ainda, que as posições serão congeladas após a atualização, que deverá ocorrer até 15 de abril.

"Os atuais rankings da ITTF permanecem os mesmos lançados em março de 2020, devido à necessidade de avaliar melhor todas as implicações relacionadas ao adiamento de eventos da ITTF, restrições de viagens e outras complicações, com margem para novas decisões sobre ajustes potencialmente necessários", pontuou a federação em nota.

Apenas três eventos aconteceram no mês de março, antes da ITTF anunciar a suspensão de todas as competições: o Aberto Platinum do Catar e os torneios challenge de Omã e da Polônia - este último foi interrompido com a programação em andamento e terá uma distribuição de pontos diferente.

Com tantas competições canceladas, suspensas ou adiadas, e sem um panorama otimista pela frente em meio à pandemia, o Circuito Mundial de Tênis de Mesa não tem eventos agendados até o final de junho. Até por isso, a federação decidiu por congelar seus rankings por tempo indeterminado após a atualização.

Se o padrão da ITTF for mantido, o brasileiro Hugo Calderano, atual número 7 do mundo, deverá ganhar uma posição na atualização. Apesar de ter caído precocemente no único torneio que disputou em março - caiu nas oitavas do Aberto do Catar -, ele não tinha pontos a defender no mês, diferente do sexto colocado, Lin Yun-Ju, de Taipei, que acumulava cerca de 2.225 pontos a defender. Atualmente, a diferença de pontos dos dois é de apenas 270 pontos.

Foto: Divulgação/ITTF

Nenhum comentário:

Postar um comentário