Morre canadense que treinou seleção de nado artístico na Rio 2016 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Morre canadense que treinou seleção de nado artístico na Rio 2016

Compartilhe


Aos 67 anos, a técnica campeã olímpica do nado artístico, Julie Sauvé, morreu na terça-feira (7), de causa não revelada pela família, no Canadá. Durante os Jogos Olímpicos Rio 2016, ela atuou como consultora e auxiliar técnica da seleção brasileira.

"A gente só pode agradecer tudo que você fez pelo nado do Brasil. Obrigada, obrigada, obrigada por cada momento, cada risada, cada esporro...obrigada por cada ensinamento" escreveu Pamela Nogueira, que terminou na sexta colocação do nado por equipes nos Jogos Rio 2016, em um perfil de rede social.

As mais de 100 medalhas internacionais conquistadas ao longo de 35 anos como treinadora com o Canadá fizeram com que Julie se tornasse uma unanimidade profissional no nado artístico. Em 2014, ela passou a dar consultoria para a seleção brasileira e, no ano seguinte, atuou diretamente em parceria com a comissão técnica até a disputa das Olimpíadas Rio 2016.

Só em Jogos Olímpicos, Julie conquistou um total de oito medalhas: dois ouros em Seul 1988, duas pratas em Los Angeles 1984, um ouro e uma prata em Barcelona 1992, uma prata em Atlanta 1996 e um bronze em Sydney 2000.

"Estamos profundamente tristes com a morte da ex-treinadora Julie Sauvé, que tocou tantas vidas em sua ilustre carreira" lamentou a Canada Art Swimming.

Em uma postagem de rede social, Sylvie Fréchette, ouro em Barcelona sob o comando de Sauvé, falou: “Julie teve um grande impacto em nossas vidas. Foi uma segunda mãe e era muito mais do que uma treinadora. Foi uma grande amiga, a mulher mais apaixonada pelo que fazia que conheci em minha vida”.

foto:Agence QMI

Nenhum comentário:

Postar um comentário