Hugo Calderano volta a ser número 6 do ranking mundial de tênis de mesa - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Hugo Calderano volta a ser número 6 do ranking mundial de tênis de mesa

Compartilhe

O brasileiro Hugo Calderano subiu uma posição e voltou a ser o sexto colocado do ranking mundial de tênis de mesa, que teve sua atualização do mês de abril divulgada na manhã desta quinta-feira, 16. Ele continua sendo o melhor não-asiático do mundo. O ranking ficará, agora, congelado até que as competições retornem às atividades, no momento paralisadas pela pandemia de Covid-19.

Apenas três campeonatos foram disputados em março e contaram pontos para o ranking mundial: o Aberto Platinum do Catar e os torneios challenge de Omã e da Polônia - este último foi interrompido com a programação em andamento e teve uma distribuição de pontos diferente. 

Mesmo sendo eliminado precocemente na única competição que disputou no mês - caiu nas oitavas de final do Aberto Platinum do Catar -, Hugo ultrapassou o jovem Lin Yun-Ju, de Taipei, e recuperou a colocação que estava perdida desde o início da temporada. 

Enquanto o brasileiro não precisava defender nenhuma pontuação, o asiático tinha mais de 2 mil pontos a serem defendidos em março. Lin não competiu em nenhum dos três torneios, e perdeu sua pontuação. A diferença dos dois, agora, é de 155 pontos.

Com a atualização, Hugo permanece no top-10 do ranking mundial pelo 18º mês consecutivo. Ele está entre os melhores do mundo desde novembro de 2018. O brasileiro também subiu para a quarta colocação no ranking olímpico, o que dá a ele a chance de fugir dos chineses até a semifinal no torneio de Tóquio-2020. O ranking, no entanto, só será fechado em junho do próximo ano.

A liderança do ranking mundial masculino foi, mais uma vez, trocada. O chinês Fan Zhendong recuperou a posição após a conquista do Aberto do Catar, deixando pra trás seu compatriota Xu Xin. Ma Long segue na terceira posição. O japonês Tomokazu Harimoto surpreendeu e tomou o quarto lugar do também chinês Lin Gaouyan.

Outros brasileiros não tiveram mudanças positivas. Gustavo Tsuboi caiu uma posição (é o 44º), Vitor Ishiy desceu duas (é o 58º) e Thiago Monteiro despencou 11 casas a baixo (é o 84º). Eric Jouti ganhou uma posição e subiu para 88º lugar.

Ranking feminino


Entre as mulheres, as brasileiras não tiveram grandes mudanças na atualização do ranking. Melhor colocada da história do país, Bruna Takahashi segue no top-50, ocupando a 47ª colocação. Jessica Yamada é a 143ª e Caroline Kumahara é a 145ª, subindo duas e três posições, respectivamente.

A liderança do ranking feminino segue com Chen Meng. É o décimo primeiro mês seguido de reinado da chinesa. A japonesa Mima Ito, que perdeu a final do Aberto do Catar justamente para Meng, assumiu a segunda colocação do ranking, mas não ameaça o trono (no momento), uma vez que a distância entre as duas é de 2.475 pontos.

Fotos: Divulgação/ITTF

Nenhum comentário:

Postar um comentário