Ginasta brasileiro costura máscaras de tecido para doações ao combate do coronavírus - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Ginasta brasileiro costura máscaras de tecido para doações ao combate do coronavírus

Compartilhe

Campeão pan-americano no individual geral em Lima, o ginasta Caio Souza vem fazendo bonito no período de quarentena. E não é nos treinamentos improvisados. O ginasta brasileiro vem costurando máscaras de tecido para doações na sua cidade natal, Volta Redonda, como forma de contribuir para o combate à pandemia de coronavírus que assola o mundo no momento.

"Isso mostra como funciona o esporte. A gente sempre pensa em todo mundo, sempre melhorar tudo o que tem. Eu estou muito feliz de poder ajudar as pessoas, estou muito feliz de fazer essas máscaras, disponibilizado do meu tempo para fazer essas máscaras para fazer essas doações" disse o ginasta em entrevista ao site globoesporte.com

Sem poder treinar em São Bernardo do campo, Caio voltou para a casa da mãe e tem usado do seu talento para marcenaria e artesanato, para além de fabricar máscaras, fazer equipamentos para ajudar nos seus treinamentos em casa.

Inicialmente Caio começou a confeccionar máscaras para ajudar a sua mãe. Foi quando surgiu a ideia de fazer máscaras para doações. Cem delas foram doadas para o Hospital São João Batista com o intuito de distribuir a acompanhantes de pacientes. Mais 500 foram doadas para a Prefeitura de Volta Redonda direcionar à população mais vulnerável - moradores de rua abrigados na arena esportiva Nicolau Yabrudi receberam as máscaras. Esse número de máscaras só foi alcançado com a ajuda de toda a família, que montou uma linha de produção no ateliê de dona Rosilene.

"É uma equipe mesmo. Pai, mãe, vó, a minha nora, a minha sobrinha, todo mundo ajudando. Eu fico: "Vamos, vamos, daqui a pouco vai todo mundo vai sentar, tomar um cafezinho e começar a cortar mais máscara" disse Rosilene Souza, mãe de Caio.

Caio Vive a expectativa de estar em sua primeira olimpíada como titular. No Rio de Janeiro, ele foi como reserva. Com presença nos três últimos mundiais e três medalhas nos Jogos pan-americanos, o ginasta deve ser titular da seleção em Tóquio ao lado de Arthur Nory, Arthur Zanetti e Francisco Barreto.

com informações do site globoesporte.com
Foto: arquivo pessoal



Nenhum comentário:

Postar um comentário