Regatas pré-olímpicas do remo são canceladas e corrida olímpica torna-se incerta - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Regatas pré-olímpicas do remo são canceladas e corrida olímpica torna-se incerta

Compartilhe


O novo coronavírus segue causando transtornos ao mundo esportivo. No último sábado, 14, a Federação Internacional de Sociedades de Remo (FISA) anunciou o cancelamento de todos os eventos do calendário da modalidade até o mês de maio. 

Toda a corrida olímpica do remo foi congelada, uma vez que, entre os eventos cancelados, se incluem as regatas de qualificação olímpica continentais e a de qualificação final, que distribuiriam 70 embarcações - 35 em cada naipe - para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. 

No final de fevereiro, o torneios qualificatório da Ásia e Oceania já havia sido transferido da Coreia do Sul para Lucerne, na Áustria, e aconteceria em paralelo à Regata Final. Seriam remanejadas 44 cotas olímpicas com a união das duas competições.

A decisão oficial da FISA sobre os novos critérios de qualificação olímpica ainda não foi anunciada, mas a federação participou da reunião envolvendo o presidente do COI, Thomas Bach, na última terça-feira, 17, e notificou a entidade de sua situação. O anúncio dos novos critérios será feito até o dia 5 de abril.

Nos bastidores, surgem rumores de que a FISA já trabalha com a opção de selecionar resultados de eventos anteriores para substituir as competições pré-olímpicas. Assim, Jogos Asiáticos de 2018, Jogos Pan-Americanos de 2019, Jogos Europeus e até mesmo os Campeonato Mundiais de 2018 ou 2019 poderiam servir como torneios qualificatórios a Tóquio.

Até o momento, 130 barcos já têm presença garantida em Tóquio, vagas obtidas através do Campeonato Mundial de Remo de 2019, em Ottesheim, na Áustria, ou pela Regata Africana de Qualificação Olímpica, em Tunis na Tunísia, em outubro de 2019.

O Brasil não conseguiu classificar nenhum barco através do Mundial do ano passado. Apenas os irmãos Xavier e Pau Vela foram inscritos em uma prova olímpica na competição e acabaram em segundo lugar na final D do Dois Sem (M2-). A equipe brasileira tentaria vagas via-Regata das Américas, que seria sediada no Rio de Janeiro, no próximo mês.

Foto: Igor Meijer/World Rowing

Nenhum comentário:

Postar um comentário