Parada das Nações: Suíça - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Parada das Nações: Suíça

Compartilhe

Sigla: SUI
Medalhas na história: Ouro 50 | Prata 75 | Bronze 67 | Total: 192
No Rio de Janeiro... Ouro 3 | Prata 2 | Bronze 2 | Total: 7

A Suíça é um dos países que participou de todas as edições dos Jogos Olímpicos. A melhor participação foi em 1924, com 25 medalhas, sendo sete ouros. A maior delegação do país foi em Berlim 1936, com 190 atletas.

No Rio 2016 foram 104 atletas e sete medalhas para os suíços, sendo três de ouro. O país também abriga a sede do Comitê Olímpico Internacional.

Esportes fortes

Hipismo: A equipe suíça de hipismo é uma das mais fortes dos Jogos Olímpicos, com cinco ouros e um total de 23 medalhas na história. Em 2012, Steve Guerdat foi campeão nos saltos individual e bronze por equipes.

Ginástica: A ginástica é o esporte que mais deu medalhas para a Suíça em Olimpíadas, com 48, sendo 16 de ouro. O país não ganhava uma medalha na modalidade desde Helsinque 1952 mas Giulia Steingruber quebrou esse jejum com um bronze no Salto no Rio 2016.

Ciclismo: Desde Atlanta 1996 a Suíça sempre medalha no ciclismo olímpico. As principais provas suíças são a do mountain bike e da estrada. Na prova contra o relógio de estrada, Fabian Cancellara foi ouro em Pequim 2008 e no Rio 2016, enquanto Nino Schurter, do Mountain Bike, foi bronze em 2008, prata em 2012 e ouro em 2016.


Schurter é o dominador do Mountain Bike na atualidade e candidato ao bi olímpico

Destaques

Nino Schurter (Mountain Bike): Atual campeão olímpico, Nino Schurter segue praticamente imbatível no Mountain Bike. Também medalhista olímpico em 2008 e 2012, o ciclista conquistou os mundiais de 2016 a 2019, além de ter vencido a classificação geral da Copa do Mundo em 2017, 2018 e 2019. É o grande favorito para ser bicampeão em Tóquio.

Steven Guerdat (Hipismo): Campeão olímpico dos saltos individual e bronze por equipes nos saltos em Pequim 2008. O cavaleiro, bronze no individual no Rio 2016, vem de um primeiro lugar nas finais da Copa do Mundo de 2019.

Nenhum comentário:

Postar um comentário