Etapa platinum do Circuito, Aberto do Japão é adiado pela Federação Internacional de Tênis de Mesa devido ao coronavírus - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Etapa platinum do Circuito, Aberto do Japão é adiado pela Federação Internacional de Tênis de Mesa devido ao coronavírus

Compartilhe


O Aberto do Japão, um dos eventos mais importantes do tênis de mesa na temporada olímpica foi adiado por conta do coronavírus, que já ocasionou 10 mortes e deixou 581 infectados no país. O evento platinum do Circuito Mundial estava previsto para acontecer entre 21 e 26 de abril, na cidade de Kitakyushu, que fica a cerca de 1.000km de Tóquio.

O anúncio foi feito pela Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF) nesta terça-feira, 10. A entidade não definiu datas para a realização do evento após o adiamento, mas indicou que ele deverá ser disputado após os Jogos Olímpicos. 

"A decisão foi tomada com a saúde e a segurança de jogadores, árbitros e torcedores como a principal prioridade, mantendo a janela aberta para sediar o evento no final do ano", disse a entidade em nota.

Sendo um evento platinum, o Aberto do Japão distribuiria até 2.500 pontos para os competidores e seria muito importante para a corrida olímpica, já que os atletas visam os melhores ranqueamentos no torneio de Tóquio-2020.

O Aberto da Coreia do Sul e o Aberto Platinum da Austrália, a ocorrer em junho, já foram adiados. A etapa de Hong Kong e a etapa platinum da China também correm o risco de serem canceladas. Os dois torneios chineses têm previsão para acontecer na primeira semana de maio.

Desta forma, o Aberto do Catar, encerrado no final de semana passado, pode ter sido o último com alta distribuição de pontos. Pequenos torneios devem ser disputados até o fechamento do ranking  olímpico em 30 de junho e poucas posições devem ser alteradas.

Isto influencia diretamente a preparação do brasileiro Hugo Calderano, atual número 7 do mundo. Ele ainda briga para ser um dos quatro primeiros cabeças de chave dos Jogos Olímpicos e precisa ganhar ao menos uma posição para que isso aconteça.

É possível que o carioca ultrapasse o sexto colocado, Lin-Yu Ju, de Taiwan, na próxima atualização do ranking, uma vez que o adversário defende 2.225 pontos em março e dificilmente conseguirá mantê-los com diversos cancelamentos e participando de eventos com baixas pontuações. Hugo não tem nenhum ponto a defender no mês.

Foto: Richard Kaloksal/ITTF

Nenhum comentário:

Postar um comentário