Brasil encerra Pré-Olímpico de Luta com três classificados a Tóquio-2020; Cuba e EUA dominam qualificações - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Brasil encerra Pré-Olímpico de Luta com três classificados a Tóquio-2020; Cuba e EUA dominam qualificações

Compartilhe

Com três atletas classificados nos dois primeiros dias do Pré-Olímpico das Américas de Wrestling, o Brasil se despediu do torneio com três eliminações neste domingo, 15, no terceiro e último dia de disputas. Em Ottawa, no Canadá, Bryan Oliveira (57kg), David Moreira (65kg) e Marcus Calasans (74kg) não conseguiram chegar nas finais de suas categorias e ficaram sem a vaga olímpica.

Bryan Oliveira chegou a vencer Edwin Segura, da Guatemala, por 10 a 8 na primeira rodada da, mas acabou perdendo na luta decisiva para Óscar Tigreros, da Colômbia, por encostamento.

David Moreira e Marcus Calasans perderam na primeira luta. David caiu diante do mexicano Brandon Díaz, por 11 a 0, enquanto Marcus Calasans foi derrotado pelo colombiano Nestór Tafur por encostamento.

Em junho, terão a chance de disputar o Pré-Olímpico Mundial para tentar um lugar em Tóquio. Assim como no torneio continental, o mundial dará duas vagas por categoria. Os brasileiros tentarão juntar-se a Eduard Soghomonyan, que conquistou a classificação na luta greco-romana, e Laís Nunes e Aline Silva, que conseguiram qualificação na luta feminina.


Estados Unidos e Cuba são os grandes destaques

O torneio qualificatório americano de wrestling distribuiu 36 vagas olímpicas a Tóquio-2020, duas por categoria. Dessas, quase 60% pertenceram a norte-americanos ou a cubanos.

Os Estados Unidos tiveram 11 atletas classificados por meio do pré-olímpico, enquanto Cuba teve 10. Canadá ficou com quatro cotas; Brasil, três; Colômbia e México, duas; e Argentina, Chile, Peru e Porto Rico, uma cada.

Agregando os classificados via-ranking mundial, os Estados Unidos chegam a marca de 15 lutadores garantidos em Tóquio - de 18 possíveis; é o país com mais vagas na modalidade até aqui - e Cuba tem 12.

A Venezuela, que levou 9 atletas no wrestling para a última edição dos Jogos Olímpicos, na Rio 2016, não conseguiu nenhuma classificação para a Olimpíada do Japão por meio do qualificatório continental. No Pan de Lima-2019, o país conquistou 8 medalhas na modalidade.

Confira abaixo todos os 36 classificados para os Jogos Olímpicos de Tóquio:

Luta livre masculina:
57kg: Óscar Tigreros (COL) e Thomas Gilman (USA)
65kg: Alejandro Valdés (CUB) e Agustín Destribats (ARG)
74kg: Franklin Gómez (PUR) e Geandry Garzón (CUB)
86kg: David Taylor (USA) e Pool Ambrocio (PER)
97kg: Reineris Salas (CUB) e Jordan Steen (CAN)
125kg: Nick Gwiazdowski (USA) e Amar Dhesi (CAN)

Luta greco-romana:
60kg: Luis Orta (CUB) e Ildar Hafizov (USA)
67kg: Julián Horta (COL) e Alejandro Sancho (USA)
77kg: José Andrés Vargas (MEX) e Yosvanys Peña (CUB)
87kg: Joe Rau (USA) e Daniel Grégorich (CUB)
97kg: Gabriel Rosillo (CUB) e G'Angelo Hancock (USA)
130kg: Eduard Soghomonyan (BRA) e Yasmani Acosta (CHI)

Luta feminina: 
50kg: Yusneylys Guzmán (CUB) e Sarah Hildebrandt (USA)
53kg: Lianna Montero (CUB) e Jacarra Winchester (USA)
57kg: Helen Maroulis (USA) e Alma Valencia (MEX)
62kg: Laís Nunes (BRA) e Kayla Miracle (USA)
68kg: Danielle Lappage (CAN) e Yudari Sánchez (CUB)
76kg: Aline Silva (BRA) e Erica Wiebe (CAN)

Foto: Washington Alves/COB

Nenhum comentário:

Postar um comentário