Lenda cubana da luta greco-romana vai se aposentar depois de Tóquio 2020 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Lenda cubana da luta greco-romana vai se aposentar depois de Tóquio 2020

Compartilhe

O maior nome da luta greco-romana cubana, Mijaín López anunciou que se aposentará depois dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 podendo fazer história na terra nipônica. Caso o lutador de 37 anos consiga subir novamente no lugar mais alto do pódio, ele se tornaria o primeiro homem da modalidade a ganhar quatro medalhas de ouro nas Olimpíadas

López conquistou os títulos greco-romanos na categoria até 120kg em Pequim 2008 e Londres 2012, além do triunfo na categoria até 130kg no Rio 2016. Caso seja campeão também em Tóquio, o cubano igualará o feito olímpico da japonesa Kaori Icho, tetracampeã da modalidade entre as mulheres. Entre os homens, o principal lutador até o momento é o russo Aleksandr Karelin, com 3 ouros e uma prata.

"Depois de Tóquio me aposentar, já está decidido. Por causa da minha idade, quero descansar e é hora de dar oportunidade às novas gerações", disse López. "Quero me despedir, é claro, ganhando minha quarta medalha olímpica de ouro. Estou me preparando para isso e tenho certeza que vou conseguir".

Além de se tornar o principal lutador do greco-romana com o ouro em Tóquio, López se tornaria o esportista cubano mais bem sucedido de todos os tempo, ultrapassando os boxeadores Teofilo Stevenson e Felix Savon e o esgrimista Ramon Fonst, que conquistaram três títulos olímpicos cada. Além do tricampeonato olímpico, López tem cinco títulos mundiais além de levar o ouro nas últimas cinco edições dos Jogos Pan-Americanos.

"Eu não pensei em outra coisa senão ganhar minha quarta medalha de ouro nos Jogos Olímpicos, é meu objetivo final", acrescentou López. "Quero fazer uma longa pausa. Mas, no futuro, quero ajudar todos os jovens do meu país e poder dar a eles toda a experiência e conhecimento que aprendi com o esporte".

Foto: Toru Hanai/Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário