Larissa Pimenta bate Sarah Menezes e conquista o bronze no Grand Slam de Judô de Paris


Mantendo o  bom ritmo de início de temporada, o judô brasileiro conquistou mais uma medalha neste sábado (08). Na abertura do primeiro Grand Slam do ano, o de Paris, Larissa Pimenta ganhou o bronze na categoria até 52kg após derrotar a compatriota Sarah Menezes por um waza-ari no extra-time da luta decisiva. 

As duas judocas repetiram o feito da última semana, quando se enfrentaram pela disputa do bronze no Aberto de Odivelas. Assim como em Portugal, Pimenta venceu e ficou com a medalha. Com a conquista, somou mais 500 pontos no ranking olímpico e se aproximou cada vez mais de uma vaga em Tóquio 2020.

Para chegar até a disputa de terceiro lugar, Larissa teve que passar pela repescagem.  A brasileira iniciou o torneio bem, vencendo duas lutas, e só foi parada nas quartas de final pela italiana Odette Giuffrida. Na repescagem,  conseguiu um ippon sobre a ucraniana Anna Surova.

Sarah Menezes venceu três lutas, incluindo a anfitriã Anais Mosdier nas quartas, até ser parada na semifinal por Distria Krasniqi, de Kosovo, após sofrer três shidos. A kosovar ficou com o ouro das meio-leves, enquanto a brasileira perdeu a medalha.

Outros brasileiros sem brilho

Outros oito judocas brasileiros entraram em ação no primeiro dia do Grand Slam: cinco no masculino e três no feminino. Nenhum deles teve o mesmo desempenho que Sarah e Pimenta. 

As três mulheres venceram apenas uma luta em suas categorias. Jessica Pereira perdeu para a panamenha Miryam Roper na segunda fase da categoria leve.  Mariana Silva e Samara Oliveira venceram duas alemãs na categoria até 63kg. 

Mariana derrotou Dena Pohl, enquanto Mariana bateu Nadja Bazynski. As duas, porém, perderam na sequência, para Catherine Beauchemin-Pinard, do Canadá, e para a japonesa Masako Doi, respectivamente.

Pelo lado masculino, o dia não rendeu grandes emoções. Willian Lima foi o melhor brasileiro entre os homens: foi derrotado nas oitavas de final da categoria até 66kg pelo sul-coreano Limhwan Kim, após vencer Devin Waldenburg, da Jamaica, e Tornik Nagliashvili, da Geórgia.

Na categoria até 73kg, Michael Marcelino e Marcelo Contini tiveram atuações semelhantes. Ambos foram eliminados na fase de 16 avos. Marcelo venceu duas lutas e parou no japonês Mahashi Ebinuma, enquanto Michael venceu apenas uma e perdeu para Tsogtbaatar Tsend-Ochir, da Mongólia.

Entre os ligeiros, Phelipe Pelim e Allan Kuwabara não conseguiram repetir as boas atuações que lhe renderam uma dobradinha no Aberto de Sófia na última semana, e foram eliminados precocemente.

Phelipe chegou a vencer uma luta, mas perdeu na sequência para Won Jin Kim, da Coréia do Sul. Já Kuwabara caiu na estreia para o russo Yago Abuladze.

Lutas continuam no domingo

No domingo, último dia de competição, o Brasil será representado por três duplas nos pesos 81kg, +100kg e +78kg: Guilherme Schimidt (81kg) e Leandro Guilheiro (81kg); Maria Suelen Altheman (+78kg) e Beatriz Souza (+78kg); David Moura (+100kg) e Rafael Silva (+100kg).

Foto: Reprodução/Instagram

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes