Tênis de mesa terá VAR nas principais competições de 2020, incluindo os Jogos Olímpicos - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Tênis de mesa terá VAR nas principais competições de 2020, incluindo os Jogos Olímpicos

Compartilhe

Seguindo os passos das principais modalidades esportivas do planeta, o tênis de mesa utilizará a tecnologia para corrigir erros ou dúvidas durante os jogos das principais competições de 2020, incluindo os Jogos Olímpicos de Tóquio. O modelo, que é semelhante ao VAR, foi anunciado pela Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF) na última terça-feira, 14.

"Com a tendência da tecnologia já tão proeminente no esporte, consideramos importante implementar uma nova tecnologia que garanta uma competição justa para todos os atletas, capacitando-os a contestar qualquer decisão tomada pelo árbitro", disse o chefe-executivo da ITTF, Steve Dainton. 

O TTR (Tennis Table Review), como será conhecido o sistema tecnológico do tênis de mesa, poderá ser solicitado pelos jogadores para casos de verificação da bola tocar na rede ou na "casquinha" da mesa, atingir alguma parte do corpo do jogador ou de legalidade do saque (a bolinha deve atingir uma altura mínima de 15 centímetros nos saques).

O "VAR" do tênis de mesa foi utilizado pela primeira vez na Etapa Final do Circuito Mundial de 2019, que ocorreu em Zhengzhou, na China. A ITTF recebeu um feedback positivo dos jogadores, que aprovaram a utilização do sistema durante a competição, e por isso, optou por mantê-lo em seus campeonatos. 


Alterações no tênis de mesa também foram discutidas

Além da novidade tecnológica, o conselho executivo da federação debateu outras mudanças para o tênis de mesa na reunião ocorrida em Nova Déli, na Índia. 

Entre elas, ficou decidido que os próximos campeonatos mundiais serão realizados em diversas cidades, e não somente em uma como tradicionalmente acontece. O Campeonato Mundial por Equipes de 2022, na China, será o primeiro evento neste novo modelo. 

A ideia da ITTF é seguir os passos de torneios de sucesso já consagrados com este padrão, como as Copas do Mundo da FIFA e da FIBA. Além de atrair um maior engajamento das cidades e do público, a federação espera aumentar a audiência televisiva. 

A escolha da "Casa do Tênis de Mesa" também foi proposta no conselho e será eleita através de uma votação no final de 2020. A princípio, 18 cidades de quatro diferentes continentes se candidataram para serem a sede da modalidade.

Foto: Reprodução/ITTF

Nenhum comentário:

Postar um comentário