Parada das Nações: Grã Bretanha - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Parada das Nações: Grã Bretanha

Compartilhe

Sigla: GBR
Medalhas na história: O 274 | P 299 | B 310 | Total: 883
No Rio de Janeiro... O 27 | P 23 | B 17 | Total: 67

Quarta nação que mais conquistou medalhas na história olímpica, a Grã Bretanha é ao lado de França, Austrália, Grécia e Suíça, a únicas nações presentes em todas as edições de jogos olímpicos da era moderna.

Depois de um período de 17 edições com menos de dez ouros, a Grã Bretanha apresentou uma crescente no século XXI, que culminou em 19 medalhas douradas em Pequim, 29 em Londres e 27 no Rio de Janeiro, onde ficou em segundo no quadro de medalhas, posição melhor do que em 2012, quando foi sede. As delegações britânicas costumam ultrapassar a marca de 300 atletas e em Tóquio não deverá ser diferente.

Esportes Fortes:

Vela: A Grã Bretanha é a nação que mais conquistou medalhas de ouro na vela em Jogos Olímpicos. Ao todo, os britânicos possuem 28 ouros e um total de 58 medalhas no esporte. O grande destaque histórico do país na vela é Ben Ainslie, que ainda segue em atividade e possui um total de quatro ouros e uma prata em Olimpíadas.

Atletismo: É o esporte que mais rendeu medalhas aos britânicos na história olímpica. Ao todo foram 55 ouros e um total de 205 pódios. Sebastian Coe deu à nação, entre 1980 e 1984, dois ouros e duas pratas, divididas entre as provas dos 800 e 1.500 metros. Destaque também para Mo Farah, campeão dos 5.000 e 10.000 metros em Londres 2012.

Ciclismo: Os britânicos varreram as medalhas do ciclismo nas duas últimas edições de Jogos Olímpicos. Na soma de Pequim e Londres a Grã Bretanha obteve 16 ouros. É do ciclismo o maior nome dos esportes olímpicos britânicos: Chris Hoy, dono de seis ouros e uma prata em Olimpíadas e que se aposentou após os Jogos de Londres. 

Jade Jones vai em busca do tricampeonato olímpico no taekwondo foto: Divulgação

Destaques:

Max Whitlock (Ginástica Artística): Principal ginasta britânico, Max Whitlock é o franco favorito para levar o ouro no aparelho cavalo com alças, onde ele é tricampeão mundial e campeão olímpico. Aos 27 anos, sua experiência será fundamental para liderar a equipe britânica de ginástica em Tóquio.

Adam Peaty (Natação): Aos 25 anos de idade, o campeão olímpico Peaty fez um ciclo olímpico irretocável e é o grande favorito ao bi olímpico nos 100m nado peito, prova da qual ele é o recordista mundial com 56s88. 

Jade Jones (Taekwondo): Jade Jones vai para Tóquio tentar fazer história e arrematar o tricampeonato olímpico na categoria até 57kg. Ela conseguiu seu primeiro título mundial em 2019 e já classificada para Tóquio, se mostra em grande fase para chegar nos jogos olímpicos e brilhar no torneio olímpico do taekwondo.

Dina Asher-Smith (Atletismo):  A velocista britânica de 24 anos fez um grande mundial de atletismo, ficando em segundo nos 100m e vencendo nos 200m rasos, batendo o recorde britânico em ambas as provas. Para Tóquio, deve ser uma das rivais de Shelly-Ann Fraser-Pryce (JAM) pelo o prêmio de mulher mais rápida do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário