Parada das Nações: Estônia - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Parada das Nações: Estônia

Compartilhe


Sigla: EST
Medalhas na história: O 9 | P 9 | B 16 | Total: 34
No Rio de Janeiro... O 0 | P 0 | B 1 | Total: 1

A primeira participação olímpica da Estônia  foi em 1920, e foi presença regular até 1936. Após ser invadida pelos soviéticos em 1940, a Estônia só pode voltar aos jogos olímpicos em 1992 após o fim da União Soviética, e tem participado das olimpíadas desde então.

A maior delegação estoniana em Jogos olímpicos foi em Pequim com 47 atletas. No Rio de Janeiro, a Estônia enviou 45 atletas

Esportes fortes:

Atletismo: Esporte que já deu seis medalhas, sendo duas de ouro, para a Estônia, vem com boas chances em Tóquio após passar em branco no Rio de Janeiro

Wrestling: Esporte número 1 em medalhas olímpicas para a Estônia (11 medalhas, sendo cinco de ouro), o Wrestling também passou em branco no Rio de Janeiro e espera ao menos uma medalha em Tóquio

Uibo vai brigar pelo o ouro olímpico no Decatlo em Tóquio Foto: Tairo Lutter/Postimees


Principais atletas:

Epp Mäe (Wrestling): Após uma olimpíada abaixo do esperado no Rio de Janeiro, Epp fez um bom mundial em 2019, conseguindo um bronze, assim como 2015, e espera brigar pelo pódio em Tóquio.

Maicel Uibo (Atletismo/Decatlo): Uibo fez um ótimo mundial, com uma prata e melhor marca da carreira. Já garantido em Tóquio, vem com boas chances de medalha.

Magnus Kirt (Atletismo/Lançamento de dardo): Kirt foi outro atleta estoniano que atingiu a melhor marca da carreira em 2019, e foi prata no mundial. Também classificado para Tóquio, ele também é um candidato ao pódio olímpico se mantiver as boas marcas do ano passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário