Medalhista de ouro na Rio-2016, remadora Julia Lier anuncia fim de sua carreira - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Medalhista de ouro na Rio-2016, remadora Julia Lier anuncia fim de sua carreira

Compartilhe

A remadora alemã Julia Lier, medalhista de ouro no skiff quádruplo na Rio-2016, anunciou, em entrevista ao MZ Journal, nesta semana, que está parando de competir e focará em sua saúde. 

A declaração da campeã vem três anos e meio após a conquista no Brasil e a menos de 200 dias da Olimpíada de Tóquio. 

Segundo a própria atleta relatou, ela estava sofrendo com uma lesão crônica na costela desde o último verão europeu. A contusão, por sua vez, foi causada por estresse. 

Em novembro de 2018, quando estava voltando a competir após um hiato para se dedicar a sua formação como fisioterapeuta, a federação alemã de remo a convocou para uma série de treinamentos em Berlim, junto aos melhores atletas alemães da modalidade. 

O treinamento foi tão intenso que o corpo de Lier entrou em greve. Seu médico na clínica da Universidade de Halle atribuiu, na época, a lesão ao excesso de trabalho. E até hoje a atleta sofre com isso, não conseguindo atingir mais do que 20km durante os treinos.

Ela pediu para treinar sozinha, em casa, numa tentativa de se recuperar visando os Jogos Olímpicos de 2020, mas a federação não aceitou e manteve Berlim como sede dos treinamentos. "Eu não sinto que sou necessária", desabafou a atleta.

Testes nos atletas do remo alemão serão realizados no final de fevereiro, para verificarem se estão em boa forma e aptos a brigar por medalhas em Tóquio-2020. Como Julia Lier não estará recuperada até o próximo mês, ela já indicou aos patrocinadores o fim de sua carreira.

"Deprimida. Mas de alguma forma também aliviada", declarou Lier sobre sua retirada do esporte de alto rendimento na entrevista ao portal alemão.

Além de ouro na Rio-2016, ela conquistou um ouro e um bronze em Campeonatos  Mundiais e um ouro e duas pratas  em Campeonatos Europeus. O título europeu, aliás, foi obtido em 2019, num dos poucos ápices da atleta depois das contusões.

Foto: Reprodução/Holger John

Nenhum comentário:

Postar um comentário