Parada das Nações: Grécia


A partir deste dia 30, o Surto Olímpico começa a Parada das Nações 2020. Até o início dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 apresentaremos características e destaques esportivos de todos os países participantes. Quem começa a nossa parada das nações, assim como no protocolo do COI, é a Grécia. Lembrando que a ordem da parada das nações seguirá o alfabeto do país-sede, que é o japonês.

Sigla: GRE


Medalhas na história: O 33 | P 43 | B 40 | Total: 116
No Rio de Janeiro... O 3 | P 1 | B 2 | Total: 6

Berço dos Jogos Olímpicos, a Grécia sempre teve um grande apelo olímpico do ponto de vista histórico, mas no campo esportivo não possui a mesma expressividade. Depois de passar 8 anos sem medalhas  de ouro (2008 e 2012), a Grécia levou três ouros no Rio 2016.

Esportes Fortes:

Levantamento de peso: Apesar de atualmente a Grécia já não ter a mesma força das últimas décadas no esporte, o levantamento de peso garantiu seis ouros, cinco pratas e quatro bronzes para o país na história olímpica, sendo Pyrros Dimas responsável por três ouros e um bronze entre 1992 e 2004. Dimas é o maior medalhista da história da Grécia. Akakios Kakiasvilis também é um destaque do país.

Atletismo: A Grécia voltou ao topo do pódio do atletismo com Ekaterini Stefanidi, no salto com vara do Rio 2016 e a saltadora volta a ser a maior esperança do país na modalidade. Konstantinos Tsiklitiras tornou-se o maior medalhista grego no atletismo ao conquistar um ouro, duas pratas e um bronze no salto horizontal entre 1908 e 1912. 

Pyrros Dimas foi tricampeão olímpico do levantamento de peso

Destaques:

Anna Korakaki (Tiro Esportivo): Campeã olímpica em 2016 na Pistola de 25m do Tiro Esportivo, a grega tentará defender o ouro em 2020 e também busca o título na Pistola de Ar de 10m.

Eleftherios Petrounias (Ginástica Artística): O grego foi campeão olímpico em 2016 e foi campeão mundial nas argolas em 2017 e 2018. Entretanto, ainda busca garantir a vaga em Tóquio 2020 após terminar apenas em quarto lugar no Mundial de Stuttgart.

Ekaterini Stefanidi (Atletismo): Campeã olímpica no salto com vara em 2016, Stefanidi, que foi ouro em 2017 e bronze em 2019 nos Mundiais, segue na batalha para subir novamente no topo do pódio da modalidade.

Stefanos Tsitsipas (Tênis): Top 10 do ranking da ATP, o grego, que vem sendo um dos novos nomes do tênis, pode surpreender na busca pelo ouro.

0 Comentários