Ítalo Ferreira exalta título mundial sobre Medina e afirma que próximo objetivo é o ouro olímpico



O potiguar Ítalo Ferreira desembarcou no Brasil no domingo (22) e em entrevista coletiva, exaltou a conquista do título mundial em cima de Gabriel Medina, um dos melhores de todos os tempos em Pipeline segundo Ítalo.

"Deus escreveu a melhor história possível. Contra o Yago (Dora) foi difícil, era um cara de quem já tinha perdido. Fui para a semifinal e peguei o Kelly (Slater), um cara que gosta de botar muita pressão desde o começo (...) Acabei vencendo os dois melhores de todos os tempos (em Pipeline). Gabriel é um cara quase impossível de vencer em Pipeline"

Ítalo afirmou que em 2020, além do objetivo de defender o seu título mundial, ele quer o ouro olímpico em Tóquio, de preferência dobradinha brasileira:

"Muito grato pela oportunidade de participar da Olimpíada. Brasil muito bem representado por mim e pelo Gabriel. Queria muito que o Filipe (Toledo) estivesse também. Aí a gente ia ser ouro, prata e bronze. Mas agora vamos ser ouro e bronze. Ih, me confundi. Ouro comigo e prata com o Gabriel (risos)."

Ítalo detalhou que em janeiro ele já começa a treinar forte para a temporada, que com o acréscimo do torneio olímpico deverá ser mais longa do que o habitual: "Campeonato da ISA (disputado no Japão e em 2019 e ganho por Ítalo) deu poucas ondas, mas vai ser legal (na Olimpíada). Vai ser mata-mata, só os caras mais sinistros. Vai ser um campeonato que é meu próximo objetivo."


foto: WSL/Cestari

0 Comentários