CBB lança mascote para o Basquete brasileiro


Ave da família Psittacidae, a Arara Azul está na Floresta Amazônica, no Cerrado, na Caatinga e no Pantanal. Agora, estará também nas quadras de basquete. Um dos símbolos da fauna brasileira, a gigante que pode atingir quase 1,20m de comprimento foi escolhida para ser o mascote do basquete brasileiro. E a nossa ararinha não vai ficar apenas nas fotos. 

Em 2020, a "Cestinha" invadirá os treinos das seleções e os jogos do Brasil. Um presente de Natal da Confederação Brasileira de Basketball para a modalidade no país e fãs. A criação foi da designer Poliny Salgueiro.

- É uma felicidade imensa tirar esse projeto do papel. A Cestinha chega para trazer ainda mais alegria para as arenas, para os fãs das seleções brasileiras. É uma satisfação conseguirmos colocar em prática planos que tivemos desde o início da gestão e que agora são possíveis. A Cestinha é um presente de Natal da CBB para os fãs do basquete no Brasil - disse o presidente Guy Peixoto. 

A nossa mascotinha é barulhenta, como todo torcedor, e tem gêneros da sua espécie ameaçadas de extinção. A Arara-Azul-Grande foi retirada da lista, mas a Arara-Azul-de-Lear segue vítima do tráfico ilegal de animais. E a Arara-Azul-pequena, inclusive, já é considerada extinta no Brasil. 

Além de embelezar as quadras onde nossas seleções vão jogar, a CBB espera, com essa iniciativa, lembrar mais uma vez a importância da preservação de uma linda espécie genuinamente brasileira. A Cestinha carrega cores da nossa bandeira. A coloração azul está nas suas penas. E a cor amarela aparece ao redor dos olhos, nas pálpebras e também base da boca.

Foto: Divulgação

0 Comentários