Copa do Mundo de Tiro Esportivo (Rifle e pistola) 2019: Etapa do Rio de Janeiro - Dia 2



No segundo dia de disputas da Copa do Mundo de tiro esportivo, que está acontecendo no centro olímpico de tiro, no Rio de Janeiro,  mais vagas olímpicas foram distribuídas. 

Na pistola de ar de 10m masculino, Abishelek Varma (IND) levou o ouro. E m uma final com seis dos oito atiradores já tinham vaga olímpica, a sorte sorriu para Turquia que levou as duas vagas com Ismail Keles (segundo) e Yusuf Dikec (sexto colocado). Chaudary Saraubh (IND) ficou com o bronze. 

Considerada uma das provas em que o Brasil tinha os melhores atiradores, ninguém se aproximou da final. Julio Almeida ficou em 49º, Phelipe Chateaubriand terminou em 61º e Felipe Wu terminou em 75º. Em entrevista ao surto olímpico Julio Almeida foi crítico com sua atuação hoje: "Hoje foi um resultado razoável. Não foi péssimo, mas também não foi bom. Não gostei do meu resultado, pois eu costumo fazer bem mais nos treinos."

No rifle três posições 50m masculino, Petar Gorsa (CRO) levou o ouro na etapa.  Sanjeev Rajput (IND) ficou com a prata e uma das vagas olímpicas. Changohong Zhang ficou com o bronze e como já estava garantido em Tóquio, a vaga ficou com o quarto lugar Simon Claussen (NOR).

Na pistola de fogo 25m feminina, Veronika Major (HUN) levou o ouro e as vagas olímpicas ficaram com Yaxuan Xiong (CHN)- que ficou em segundo e Jangmi Kim (KOR) - quinto lugar. Chia Chien Ten (TPE) ficou com o bronze. As brasileiras na prova foram Cibele Martins (66º), Ana Luiza Souza (67º) e Rachel Silveira (75º).

Amanhã (30) teremos a disputa do rifle de 10m com Cassio Rippel, Leonardo Moreira, Jefferson Portela e Victor Augusto Barros. 

foto: Marcos Antônio/Surto olímpico  




APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024?

Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os jogos in loco.

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Postar um comentário

To Top