Radio diz que custo dos Jogos de 2026 seria maior do que o valor proposto na candidatura de Sion

Sediar uma edição olímpica vem se tornando cada vez mais oneroso para as cidades. Os altos valores vêm afastando cada vez mais os países que outrora mostravam grande interesse em sediar o evento. Nesta semana uma informação divulgada por uma TV suíça pode acabar complicando a candidatura de mais uma cidade interessada nos Jogos. De acordo com a Radio Télévision Suisse (RTS) os custos da realização dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2026 em Sion seria de 2,4 bilhões de dólares, uma cifra maior do que os 2 bilhões de dólares previamente anunciados.

Em um de seus programas, o Infrarouge, a RTS disse que o valor de 2 bilhões de dólares inclui apenas o orçamento operacional, não incluindo os custos de licitação, infraestrutura e segurança pública durante os Jogos. Segundo a Swissinfo, o montante adicional pode ser dividido em 25 milhões de dólares para a candidatura, 101 para a infraestrutura e 303 milhões de dólares para a segurança pública. A RTS afirmou que o total revisado foi confirmado pelo diretor financeiro de Sion 2026, Pierre-Alain Cardinaux.

O vice-presidente do comitê de candidatura de Sion 2026, Bernard Rüeger, admitiu que até o momento havia uma falta de comunicação sobre o orçamento para a realização dos Jogos. Rüeger também disse que o custo da construção da Vila Olímpica não está incluído no orçamento. "De agora em diante precisamos ser mais transparentes", disse ele à RTS.

Projetada para comportar cerca de 1.400 apartamentos, a Vila Olímpica seria financiada por investidores particulares. Rüeger disse que Sion 2026 ficaria feliz em alugar a infraestrutura para isso.

De acordo com um estudo de viabilidade visto pela RTS, estima-se que seriam necessários 2.500 policiais por dia em um período de três meses para a realização dos Jogos. O estudo também concluiu que os custos de segurança provavelmente aumentarão, como foi o caso dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2010 na cidade canadense de Vancouver.

Na semana passada a candidatura de Sion para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno de 2026 recebeu um impulso significativo depois que o Conselho Federal da Suíça confirmou seu apoio ao projeto. A declaração de apoio foi anunciada na sequência de uma reunião em 18 de outubro que, em princípio, o governo suíço apoiaria a tentativa da cidade de garantir os direitos de hospedagem para o evento com um aporte no valor de cerca de 1 bilhão de dólares. Agora isso segue para as duas câmaras do Parlamento onde passará por avaliação entre agora até dezembro de 2019, para a aprovação final.

O suporte financeiro também dependerá da condição de os Jogos dependerem o máximo possível da infraestrutura já existente no cantão. Pelos documentos de candidatura da proposta de Sion 2026, espera-se que apenas dois novos locais sejam necessários para organizar os Jogos, embora os locais já existentes possam ser adaptados.


A candidatura de Sion ainda passará por um referendo com a população local, que decidirá se ela vai avançar para o próximo estágio. Vários locais serão utilizados na cidade de Sion, que fica no cantão de Valais. Além do cantão de Valais, outros cinco cantões da Suíça estão presentes nos planos propostos. Ainda não se sabe se os referendos serão realizados em cada um dos cantões envolvidos.

Foto: Sion 2026/Facebook


0 Comentários