TCU determina que Ministério do esporte divulgue gastos atualizados da Rio 2016

Ministério do Esporte tem até o dia 16 de setembro para apresentar ao Tibunal de Contas da União os gastos totais que o órgão teve nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio. Segundo o TCU, a pasta não envia informações sobre a despesa desde agosto de 2016. A notícia foi divulgada na tarde da última sexta-feira pelo portal do jornal 'O Estado de São Paulo'.

"Podem haver alguns custos adicionais referentes a gastos conjuntos de ministérios como com a segurança dos estádios, com o custeio da Autoridade Pública Olímpica, com o fornecimento de energia elétrica, com patrocínios e com a possível transferência de recursos federais para o estado, para o município ou para o Comitê Rio-2016" informou o TCU, em nota enviado ao Estado de São Paulo.

O Ministério do Esporte, por sua vez, se defende, dizendo que apresentou os dados exigidos pelo TCU na última atualização da matriz de responsabilidades, apresentada no dia 14 de junho, com o custo total da Rio 2016.

A Matriz de Responsabilidades dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos apontou um gasto de R$ 41,03 bilhões, R$ 7,23 bilhões em obras de instalações olímpicas. Segundo o Estadão, o TCU também cobra divulgação de dados dos Ministérios da Defesa, da Justiça e Cidadania, do Turismo e da Aglo (Autoridade de Governança do Legado Olímpico).


foto: Reuters/Fabrizio Bensch

Postar um comentário

To Top