Pesquisa feita com atletas sob sigilo aponta que mais de 30% deles admitem se dopar - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Pesquisa feita com atletas sob sigilo aponta que mais de 30% deles admitem se dopar

Compartilhe
O doping é hoje um dos maiores vilões do esporte de alto rendimento. Responsável por elevar performances de atletas de forma ilícita, e muitas vezes prejudicial à saúde do próprio atleta que se utiliza dele, o doping sempre foi muito difícil de ser descoberto. Mas isso não quer dizer que ele não seja muito difundido entre os atletas. Em pesquisa recente encomendada pela Agência Mundial Antidopagem (WADA), foi revelado que mais de 30% dos atletas que participaram do Mundial de Atletismo de 2011 admitiram que se dopam. A pesquisa, feita com os atletas em sigilo, sem revelar seus nomes ou países, mostra como é difícil a descoberta do doping. Como comparação, no Mundial de Atletismo deste ano, apenas três amostras deram adversas no exame antidoping, muito pouco se comparado ao número que admite utilizar substâncias proibidas para a melhora da performance.

A pesquisa se estendeu até os Jogos Pan-Árabes, também disputado em 2011, no Catar. Nessa competição, os números daqueles que afirmaram se dopar foi ainda maior, atingindo 45% dos atletas. Somando as duas competições, mundial de atletismo e o Pan-Árabe, participaram mais de 5000 atletas e destes 2167 admitiram se dopar. Ao final do campeonato disputado em Daegu, na Coreia do Sul, apenas 0,5% dos exames antidoping deram positivo em suas análises. Na competição disputada no Catar, o número subiu para 3,6%.

 A pesquisa foi feita pela universidade alemã Tuebingen e pela Escola de Medicina de Harvard. "O estudo mostra que testes biológicos de sangue e urina revelam apenas uma fração de casos de doping. Isto é provável devido ao fato de que os atletas encontraram inúmeras maneiras de não serem apanhados durante os testes", disse Harrison Pope, professor de medicina de Harvard.
A equipe que realizou a pesquisa explicou que a divulgação dos resultados demorou porque estavam conversando com órgãos da WADA e com a IAAF, sobre como deveria ser feito essa divulgação. Assim, a publicação da pesquisa foi adiada por cerca de seis anos.

No entanto, a equipe afirmou que a publicação de seu trabalho foi adiada por conversações com o órgão de governo do Wada e do atletismo sobre a IAAF sobre como ele deveria ser publicado. 

Foto: Getty Images


Nenhum comentário:

Postar um comentário