Técnico britânico de canoagem sofre investigações sobre denúncias de abuso sexual. - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Técnico britânico de canoagem sofre investigações sobre denúncias de abuso sexual.

Compartilhe
Um técnico da seleção britânica de canoagem foi afastado da federação devido a acusações de abuso sexual em que está envolvido, é o que diz o jornal local The Guardian.

Sem mencionar o nome do treinador por razões legais, a reportagem recebeu um comunicado da Federação Britânica de Canoagem confirmando que o mesmo se desligou do seleção por estar passando por investigações quanto a denúncias de abuso sexual infantil desde dezembro de 2016. "A Canoagem britânica recebeu a renúncia de um membro da sua equipe de alto rendimento que foi suspenso em dezembro de 2016, pendente de investigação". Disse um porta voz do órgão que rege a canoagem no país. "A investigação foi concluída e uma audiência disciplinar começou, mas foi adiada. A renúncia do indivíduo leva o processo disciplinar ao fim e a canoagem britânica não poderá fornecer mais comentários", completou.

Não foi informado também de qual das duas modalidades olímpicas - slalom ou canoagem de velocidade - o treinador era. Nos Jogos Olímpicos do Rio o time britânico conquistou dois ouros e duas pratas, com destaque para Liam Health, vencedor do K1 200 na prova de velocidade disputada na Lagoa Rodrigo de Freitas. 

A Federação de Canoagem não é o único esporte britânico que está sob investigações policiais. No início do mês, a federação de tiro com arco suspendeu um treinador sob alegações de abuso sexual contra um jovem atleta. Na natação, um treinador teria sido afastado por praticar bullyng contra nadadores do time paralímpico. Sexismo e racismo foram os motivos de uma investigação interna na associação britânica de bobsled e skeleton, embora não haja nenhuma denúncia formal. No ciclismo, esporte de maior sucesso para a terra da Rainha em olimpíadas de verão, há uma grande investigação interna sobre uma citada "cultura do medo", em que técnicos britânicos exerciam papéis exacerbados de liderança em busca de resultados.

Foto: Press Association / The Guardian



Nenhum comentário:

Postar um comentário