Últimas Notícias

Pepê lembra de caso com Ingrid Oliveira na Rio 2016 e diz que machismo prejudicou a saltadora

O Canoísta Pedro Gonçalves, o Pepê, comentou em entrevista aos site globoesporte.com sobre um dos assuntos mais polêmicos envolvendo atletas brasileiros nas Rio 2016. Pepê foi um pivô de uma discussão entre Ingrid Oliveira e Giovana Pedroso, companheiras de quarto e que competiam em dupla nos saltos ornamentais na plataforma de 10m. Pepê passou uma noite com Ingrid e Giovana teria sido expulsa do quarto para isso.

A repercussão acabou sendo negativa para Ingrid, que foi muito insultada nas redes sociais e Pepê resolveu falar sobre o assunto sete meses depois do ocorrido, concordando que ela sofreu muit omais com o caso do que ele: "Com certeza ficou muito mais pesado para ela do que para mim, não tem nem como comparar ou como mensurar... Até por isso que eu tinha dito que naquele momento preferia não falar. Tudo que eu falasse poderia prejudicar a Ingrid. Me arrependo pela repercussão que deu, por ter atrapalhado ela na prova dela. Se eu pudesse voltar, não teria feito. Voltaria por ela. Não me atrapalhou na minha prova, eu não saí tachado como ela saiu. Se eu pudesse, voltaria atrás para que ela não tivesse sofrido tudo isso, todo mundo xingando ela, criticando... Não aconteceu isso comigo" disse Pepê ao globoesporte.com

Em entrevista recente ao jornal 'Lance!' Ingrid falou sobre o caso e afirmou ter sofrido muito com o machismo: "Era muito pesado entrar nas redes sociais e ver um monte de gente falando mal de mim. Ok, erros acontecem. Mas eu sou nova. Todo mundo erra. Sei que errei. Obviamente, isso não vai mais acontecer. Sempre buscamos evoluir, não retroceder. Mas a pessoas são cruéis. Acham que não vemos, mas lemos e sabemos. Isso tudo machuca"

Pepê revelou que, apesar de considerar o envolvimento entre atletas algo normal e corriqueiro nas Vilas dos Jogos Olímpicos, ao descobrir que o caso com a saltadora iria estampar as capas dos sites e jornais, teve receio de que a repercussão pudesse atrapalhar tanto ele quanto a ela:

"No dia anterior à minha final olímpica, eu já sabia que iria para todos os jornais, sites do Brasil... Me chamaram e me falaram isso. Lógico que fiquei muito chateado. Realmente, fiquei com medo de ser alguma coisa que fosse atrapalhar tanto eu quanto ela naquele momento das nossas vidas, né? Tentei dormir bem na noite anterior, não consegui muito bem por esses dois fatores, por ser uma polêmica e por estar numa final olímpica, mas na hora que eu entrei no estádio de canoagem de Deodoro eu estava em uma bolha minha que poderia, sei lá, estar machucado, sangrando, quebrar remo, qualquer coisa, eu ia continuar remando feliz, desfrutando do momento, e ali realmente era meu momento, o momento do Pepê com o que ele mais gosta na vida, que é remar, que é curtir na água, curtir o momento e fazer as outras pessoas ficarem amarradonas"  concluiu.


Com informações de globoesporte.com e Lance!
foto: James Squire/Getty Images

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar