Roger Federer exige maior investimento e controle em programas anti-doping no tênis - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Roger Federer exige maior investimento e controle em programas anti-doping no tênis

Compartilhe
Na semana em que o Aberto da Austrália aumentou o seu prêmio em dinheiro para um total recorde de 29,4 milhões de libras esterlinas, o orçamento anual anti-doping do tênis, que é de 4 milhões de dólares - pagos pela ITF, ATP, WTA e por quatro eventos de Grand Slam - foi trazido à tona após declarações do suíço Roger Federer, que exigiu maior investimento em programas anti-doping por parte das autoridades de tênis, chamando atenção para um controle mais mais regular.

"É realmente difícil para mim dizer, mas com todo o dinheiro que temos no esporte, você acha que eles teriam maior financiamento para o programa antidoping", afirmou Federer aos repórteres na última sexta-feira 

"Isso parece lógico para mim, mas talvez não seja tão lógico para se obter esse dinheiro, porque nós tivemos alguns problemas no passado, mas não tem sido o tempo todo em todos os lugares. Mas eu gostaria de ver mais financiamento, sem dúvida, especialmente fora da temporada."

A questão no doping no tênis tem estado em evidência principalmente após a russa ex-número 1 do mundo Maria Sharapova receber uma suspensão de 2 anos em março, que posteriormente foi reduzida para 15 meses após recurso, por ter tomado a substância proibida Meldonium.

Federer também aproveitou a oportunidade para dizer que a ausência de seis meses das quadras devido a uma lesão no joelho pode ajudar a prolongar sua carreira. "Ter tido esse afastamento de seis meses, rejuvenescido, me renovado... talvez mentalmente eu precisasse deste descanso mais do que eu pensava. Talvez meu corpo precisasse de um descanso mais do que eu pensava. Tentei olhar o quadro geral, espero que isso compense".

Foto: Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário