Medalhista de prata da Maratona se refugia em hotel no Rio e espera visto para os EUA

O medalhista de prata da Maratona dos Jogos Olímpicos de 2016, Feyisa Lilesa (ETH), está refugiado em um hotel no Rio de Janeiro após decidir não voltar para a Etiópia.

Lilesa, que após receber a medalha durante a cerimônia de encerramento, no Maracanã, o corredor abandonou a delegação da Etiópia, não retornando para a Vila Olímpica e indo para um hotel.

Em entrevista ao canal SporTV, o corredor disse que: "Meus amigos que moram nos Estados Unidos reservaram este hotel. Me derem o endereço. Eu mostrei ao taxista (após a cerimônia de encerramento) e ele me trouxe aqui."

"O governo da Etiópia está matando o meu povo. A Etiópia tem muitas etnias e apenas uma tem o poder. Essa etnia está matando muitos integrantes das outras", completou o corredor.

Pouco antes de cruzar a chegada, no Sambódromo, Lilesa fez um gesto de protesto ao governo liderado pelo presidente Mulatu Tshome e pelo primeiro-ministro Hailemariam Desalegn, e de apoio a manifestantes da etnia Oromo, da qual Lilesa faz parte.

Com informações de: SporTV


Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top