Guia Rio 2016: Boxe - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Guia Rio 2016: Boxe

Compartilhe
O Boxe faz parte dos Jogos olímpicos desde os jogos de Saint Louis em 1904, só ficando de fora em Estocolmo 1912  devido a uma lei sueca que bania a prática do esporte no país. Desde então, passou por algumas mudanças importantes, como a obrigatoriedade do uso do capacete, determinada a partir dos Jogos de Los Angeles-1984; a adesão ao sistema eletrônico de pontuação, em Barcelona-1992; e a uniformidade da pontuação das lutas, em Pequim-2008. Outra mudança significativa ocorreu na última edição dos Jogos, em Londres-2012: a introdução do boxe feminino em três categorias (Mosca, até 51kg; Leve, até 60kg; e Meio-pesado, até 75kg).

Além das três categorias no feminino, o boxe tem dez categorias no masculino (Mosca-ligeiro, mosca, galo, leve, médio-ligeiro, meio médio, médio, meio pesado,pesado e super pesado). no masculino, as lutas são disputadas em 3 rounds de 3 minutos, enquanto as mulheres disputam 4 rounds de 2 minutos.

O final de cada round, cinco juízes atribuem notas aos dois pugilistas, mas o resultado só é revelado ao final do combate.Os atletas são avaliados por critérios como golpes acertados, domínio da luta, competitividade, técnica, tática e conformidade com as regras.Um boxeador recebe 10 pontos a cada round vencido, enquanto o perdedor ganha entre seis e nove pontos. Aleatoriamente, um computador seleciona as notas de três dos cinco árbitros, e o placar definitivo é obtido ao final do combate.

Masculino

Peso Mosca-Ligeiro (Até 49 Kg)
Data:  06/08 a 14/08
Sede: RioCentro Pavilhão 6
Competidores: 22 atletas
Favoritos ao ouro:   Johanys Argilagos |  Birzan Zhakypov
Candidatos a medalha: Brazil Patrick Lourenço|  Paddy Barnes |  Rogen Ladon |  Vasili Yegorov
 Brasil:  Patrick Lourenço

O peso mosca ligeiro não tem um nome dominante nesse último ciclo, e os últimos campeões mundiais disputam o favoritismo pelo ouro: o cubano Johanys Argilagos, campeão em 2015 e o cazaque Brizan Zhakypov, campeão em 2013 e que ficou de fora do mundial de 2015.  vice em 2015, o russo Vasili Yegorov corre por fora pelo ouro, enquanto o irlandês Paddy Barnes vai tentar buscar a sua segunda medalha olímpica.

O Brasil está representado na categoria por Patrick Lourenço, segundo no ranking mundial de sua categoria e quinto no mundial de 2013. Nascido no Rio de Janeiro e criado no morro do Vidigal, Patrick pode usar o fator casa ao seu favor e conseguir uma medalha nessa categoria que figura ser muito equilibrada nos jogos olímpicos.

Peso Mosca (Até 52 Kg)
Data:  13/08 a 21/08
Sede: RioCentro Pavilhão 6
Competidores: 26 atletas
Favoritos ao ouro:  Elvin Mamishzada |  Misha Aloyan
Candidatos a medalha:  Yosvany Veitia |  Jianguan Hu |  Mohamed Flissi
 Brasil: Julião Neto

Em outra categoria equilibrada, o confronto pelo o ouro promete ser duro. Os campeões mundiais do ciclo, o azerbaijano Elvin Mamishzada e o russo Misha Aloyan levam vantagem, apesar da leva de pugilistas que eram do mosca ligeiro e subiram de categoria ameaçarem os favoritismo, como o argelino Mohamed Flissi, o chinês Jianguan Hu,  e o cubano Yosvany Veitia estão na briga por medalha.

Julião Neto é o representante brasileiro na categoria e em sua segunda olimpíada, não está muito cotado entre os favoritos pela medalha, mas em uma competição olímpica em casa, o paraense pode surpreender. Ficar entre os oito já seria um ótimo resultado.


Peso Galo (Até 56 Kg)
Data:  10/08 a 20/08
Sede: RioCentro Pavilhão 6
Competidores:28 atletas 
Favoritos ao ouro:  Michael Conlan
Candidatos a medalha:  Kairat Yeraliev |  Vladmir Nikitin |  Shiva Thappa |  Dzimitry Asanau |  Robeisy Ramírez |  Javid Chalabiyev
 Brasil: Robenílson de Jesus

A primeira categoria com um grande favorito é a peso galo. o Irlandês Michael Conlan, subiu de categoria nesse ciclo e venceu o mundial de 2015 com tranquilidade. Ele pinta como favorito ao ouro no Rio de Janeiro, só perde por alguma zebra. Na disputa pelas outras medalhas, são vários lutadores com boas chances de medalha, com destaque para o campeão mundial de 2013 o cazaque Kairat Yeraliev e para o russo Vladmir Nikitin,vice mundial em 2015.

Robenílson de Jesus vai para sua terceira olimpíada e quer a tão sonhada medalha que escapou em Londres, onde mesmo em uma chave difícil ficou a uma vitória da medalha olímpica. Já não tão no auge da carreira, Robenílson espera que a experiência e o fator casa o ajude a brigar por medalhas no Rio.

Peso Leve (Até 60 Kg)
Data:  06/08 a 16/08
Sede: RioCentro Pavilhão 6
Competidores: 28 atletas
Favoritos ao ouro: Cuba Lazaro Alvaréz
Candidatos a medalha:  Berik Abdrakhmov |  Charly Suarez |  Róbson Conceição | Azerbaijan Albert Selimov
 Brasil: Róbson Conceição


Róbson Conceição é a esperança do boxe brasileiro. Foto: divulgação

A maior chance de medalha brasileira no boxe, reside no peso leve. Róbson conceição foi o melhor boxeador brasileiro no ciclo olímpico com uma prata e um bronze nos mundiais de boxe e tem tudo para conquistar mais uma e de até brigar pelo ouro. Mas para brigar pelo ouro, ele vai ter que bater o imbatível cubano Lazaro Alvaréz, que é bi mundial e franco favorito ao ouro. O Azerbaijano Albert Selimov é outro que também corre por fora nessa disputa do ouro olímpico.

Peso Médio ligeiro (Até 64 Kg)
Data:  10/08 a 21/08
Sede: RioCentro Pavilhão 6
Competidores:28 atletas
Favoritos ao ouro:  Vitaly Dunaytsev |  Yasniel Toledo
Candidatos a medalha:  Evaldas Petrauskas |  Arthur Biyarslanov |  Wuttichai Masuk |  Fazliddin Gaibnazarov
 Brasil: Joedison Teixeira

A peso médio ligeiro tem dois favoritos na disputa do ouro. O russo e atual campeão mundial Vitaly Dunaytsev e o cubano (mais um) Yasniel Toledo fez um consistente ciclo olímpico e vem para medalhar no rio de Janeiro. Os dois se enfrentaram em um confronto equilibrado na semifinal do mundial em 2015 e o russo acabou levando a melhor. Quem será que levará a melhor em um possível encontro dessa vez?

O representante brasileiro na categoria é Joedison 'Chocolate' Teixeira. jovem promessa do boxe brasileiro, com apenas 22 anos, Joedison conseguiu um bronze no Pan de Toronto, o que credencia para o torneio olímpico. Uma medalha seria incrível, mas ele deverá pegar experiência para brilhar em Tóquio.

Peso Meio médio (Até 69 Kg)
Data:  07/08 a 17/08
Sede: RioCentro Pavilhão 6
Competidores:28 atletas 
Favoritos ao ouro Mohammed Rabii |  Danyar Yeleussinov
Candidatos a medalha:  Wei Liu |  Roniel Iglesias |  Gabriel Maestre | Arajik Marutjan |  Andrey Zamkovoy
Brazil Brasil: Não tem representante na categoria

O Cazaque Danyar Yeleunisov seria o favorito absoluto, se não tivesse o marroquino Mohammed Rabii, que conquistou o título mundial em cima do cazaque e vem para brigar pelo ouro na meio médio. No mais, o cubano (sempre eles) Roniel Iglesias, o venezuelano Gabriel Maestre podem surpreender nessa disputa, assim como o Chinês Wei Liu, bronze no mundial de 2015.


Peso Médio (até 75 Kg)
Data:  08/08 a 20/08
Sede: RioCentro Pavilhão 6
Competidores: 28 atletas 
Favoritos ao ouro:  Arlén Lopez |  Bektemir Melikuziev,
Candidatos a medalha:  Artem Chebotarev |  Hosam Bakr Abdin |  Zhanibek Alimkhanuly,  Antony Fowler |  Michael O'Reilly
Brazil Brasil: Não tem representante na categoria


E A fábrica de boxeadores de Cuba revela mais uma joia, que é Arlén Lopez,de 23 anos, campeão mundial em 2015 e favorito ao ouro no Rio. O Ubzeque Bektemir Melikuziev é seu maior adversário, pois fez uma luta dura na final do mundial de 2015. No mais, vários nomes estão um nível abaixo para brigar por medalhas.

Peso Meio pesado (Até 81 kg)
Data:  06/08 a 18/08
Sede: RioCentro Pavilhão 6
Competidores: 26 atletas 
Favoritos ao ouro:   Julio Cesar La Cruz,
Candidatos a medalha:  Joe Ward |  Adilbek Niyazymbetov | Elshod Rasulov |  Peter Mullenberg
Brazil Brasil: Michel Borges

La Cruz é um dos principais nomes do boxe cubano que vem ao Rio de Janeiro. Foto: Aiba/divulgação

Julio Cesar La Cruz, este é o nome a ser batido no torneio olímpico dos meio pesados.  o atual tricampeão mundial, espera conseguir a medalha que não veio em 2012, após ser batido por Yamaguchi Falcão, o que foi por muitos considerado uma zebra. La Cruz veio mais forte e praticamente não tem adversários à altura. O irlandês Joe Ward e o ubzeque Elshod Rasulov são suas maiores ameaças ao ouro do cubano.

O Brasil vem representado por Michel Borges, um jovem valor, que não tem muita experiência em nível mundial, mas espera surpreender no Rio de Janeiro Passar das oitavas de final já seria uma grande resultado para o brasileiro.


Peso Pesado (Até 91 Kg)
Data:  06/08 a 15/08
Sede: RioCentro Pavilhão 6
Competidores:18 atletas 
Favoritos ao ouro:  Evgeny Tishchenko
Candidatos a medalha:  Erislandy Savón |  Yamil Peralta |  Clemente Russo
 Brasil: Juan Nogueira

O Russo Evgeny Tischenko é o grande favorito da categoria pesado nos jogos do Rio. vice mundial em 2013 e campeão em 2015, o russo já mostrou os predicados para ser campeão olímpico, só precisa confirmar isso no torneio. Ele terá como adversário o eterno Clemente Russo, italiano que vai para sua terceira olimpíada e com duas pratas no currículo E Erislandy Savón, sobrinho do lendário Félix Savón, que tenta seguir os passos do tio famoso.

O Brasil tem Juan Nogueira como representante no pesado. ele busca quebrar o estigma que o Brasil não consegue ter bons pugilistas nas categorias pesadas, ele é o primeiro brasileiro a se qualificar para as olimpíadas nessa categoria,  e busca conseguir ao menos um bom resultado para brigar por medalha.

Peso Super Pesado (mais de 91 Kg)
Data:  09/08 a 21/08
Sede: RioCentro Pavilhão 6
Competidores: 18 atletas 
Favoritos ao ouro:   Tony Yoka |  Ivan Dychko
Candidatos a medalha:  Erik Pfeifer |  Joe Joyce |  Magomedrasul Majidov | Croatia Filip Hrgović
 Brasil: Não tem representante na categoria

O Cazaque Ivan Dychko tinha todo o favoritismo da categoria, quando surgiu o francês Tony Yoka, derrubando favoritos (Dychko incluso) para conquistar um título mundial. Agora os dois poderão ter a revanche na final olímpica, se o chaveamento ajudar. O Azarbaijano Magomedrasul Majidov corre por fora pelo o ouro na categoria.

Feminino

Peso Mosca (Até 51 Kg)
Data:  12/08 a 20/08
Sede: RioCentro Pavilhão 6
Competidores: 12 atletas
Favoritos ao ouro Nicola Adams
Candidatos a medalha:  Cancan Ren |  Peamwilai Laopeam |  Sarah Ourahmoune |  Zhaina Shekerbekova
 Brasil: Não tem representante na categoria 


Nicola Adams vem buscar o bi olímpico no Rio. foto: The Guardian

Nicola Adams é a grande favorita ao bi olímpico no Rio de Janeiro. após vencer Londres, ela parece não ter adversárias que possam batê-la. Quem aprece com mais chances é a tailandesa Peamwilai Laopeam, que fez uma boa luta contra Adams na final do mundial de boxe feminino, nesse ano. No mais, é um torneio para Adams brilhar.


Peso Leve (Até 60 Kg)
Data:  12/08 a 19/08
Sede: RioCentro Pavilhão 6
Competidores: 12 atletas
Favoritos ao ouro:  Estelle Mossely |   Katie Taylor
Candidatos a medalha:  Adriana Araújo | Russia Anastasia Beliakova |  Mira Potkonen
 Brasil: Adriana Araújo

No peso leve, a irlandesa Katie Taylor viu seu favoritismo para o Rio de Janeiro ruir quando perdeu para a francesa Estelle Mossely. Mossely inclusive é a nova campeã mundial e vai brigar pelo o ouro com Taylor. Nas posições abaixo, temos outra esperança de medalha para o Brasil, que é Adriana Araújo, que apesar do ciclo olímpico problemático, mostrou potencial em Londres e se conseguir repetir as atuações no rio, pode conquistar outra medalha. Anastasia Beliakova e Mira Potkonen também brigam por medalhas, nessa categoria feminina que promete ser a mais equilibrada dos Jogos.

Peso Meio pesado (Até 75 Kg)
Data:  14/08 a 21/08
Sede: RioCentro Pavilhão 6
Competidores: 12 atletas
Favoritos ao ouro:  Claressa Shields
Candidatos a medalha:  Savannah Marshall |  Ariane Fortin |  Nouchka Fontijn | Chinese Taipei Chen Nien-chin |  Qian Li
Brazil Brasil:  Andreia Bandeira

Claressa Shields é a franca favorita em sua categoria. A Americana foi campeã olímpica em 2012, e bi mundial em 2014 e 2016. Não teve adversárias que o parassem, e salvo alguma zebra, isso deve se repetir no Rio de Janeiro. E detalhe ela só tem 21 anos! Abaixo dela, várias lutadoras lutam por medalha, com destaque para a holandesa Nouchka Fontijn.

Andreia Bandeira é a representante do Brasil na categoria, e não se espera muito dela. Após ficar nas oitavas de final no mundial desse ano, se vencer uma luta já será um feito a ser comemorado pela brasileira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário